• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Especial Mercado Imobiliário: automação residencial já é uma tendência no setor

ESPECIAL MERCADO IMOBILIÁRIO

Economia

Especial Mercado Imobiliário: automação residencial já é uma tendência no setor

Ligar o ar condicionado, apagar a luz e trancar fechaduras tudo isso à distância são alguns dos benefícios presentes em imóveis automatizados

Breno Ribeiro

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação

Já imaginou sair do trabalho após um dia quente de sol e ligar o ar condicionado através do celular minutos antes de chegar em casa? Ou que tal desligar a lâmpada que esqueceu acesa sem ter que voltar para a residência? Essas são algumas das comodidades presentes nos imóveis automatizados, importante nicho do mercado imobiliário.

Especialistas explicam que existem duas vertentes de automação no setor imobiliário: residencial e comercial. Na automação residencial, os pontos fundamentais relacionados à implementação das tecnologias em casas são: conforto, otimização de gastos, controle sobre a residência e segurança familiar.

Já na automação comercial, os focos são a otimização de recursos e economia. Atualmente existem tecnologias implementadas que permitem o controle de desperdício de água e energia, que aumentam a performance das empresas, proporcionando um menor custo com recursos.

Implementação

Foto: Kokar

A implementação da automação nas residências ou prédios comerciais pode ser feita por meio da instalação de aparelhos necessários na casa ainda durante a construção ou por meio da conversão de um imóvel já construído. Essa última opção, também pode ser executada de duas maneiras: com reformas na residência ou com a implementação de um produto que descarta a necessidade de possíveis transtornos com reformas.

A startup Kokar criou uma solução inteligente por meio de módulos que se conectam a celulares e coordenam os aparelhos da residência. "Atuamos desde o ramo residencial, automatizando casas e apartamentos sem a necessidade de intervenção e obras, até ambientes empresariais, corporativos, lojas e universidades. Clientes residenciais podem controlar através do aplicativo toda iluminação, aparelhos de ar condicionado, home theater, cortinas elétricas, bomba de piscina e irrigação. Já os clientes corporativos focam mais na redução do consumo de energia e gestão de todo o negócio, alem, é claro, do controle da iluminação, aparelhos de ar condicionado e demais itens da empresa", fala Renan Arantes, CEO da Kokar.

Segundo Arantes, a busca por residências inteligentes têm aumentado muito também no Espírito Santo. "Hoje ter uma residência automatizada já é realidade e tendência. Importantes construtoras do país, principalmente em São Paulo, Rio Grande do Sul e Espirito Santo, já estão entregando apartamentos automatizados. Esta tendência tem se espalhado pelo país e com a tecnologia da Kokar. Mesmo quem possui uma casa ou apartamento construído há muitos anos, é possível ter seu imóvel automatizado sem a necessidade de obras. Esse fator, somado ao baixo custo de implementação, tem feito as buscas por automação crescerem ano após ano" considera.

O CEO da Kokar afirma ainda que o Espirito Santo está, juntamente com São Paulo, à frente deste boom de automação que está acontecendo no Brasil. "Nosso estado tem evoluído acima da média nacional e a tendência é que a busca por imóveis automatizados continuem a aumentar. Hoje as pessoas controlam todos os aspectos de suas vidas através do smartphone. Por que não controlar também a sua residência?".

Condomínios

O proprietário da MGM Administradora de Condomínios, Glauco Marinho, cita alguns exemplos de tecnologia que existem no segmento. "Há diversas possibilidades tecnológicas com a automação residencial. Existem softwares que possibilitam ao proprietário da casa ter o conforto de climatizar a residência à distância, ser notificado quando alguém entra ou sai da casa, programar a televisão para que os filhos não usem na hora em que têm de estudar. São inúmeras possibilidades que a tecnologia proporciona tanto para conforto, quanto para segurança do lar", diz.

Marinho complementa dizendo que os condomínios estão adaptados para receber todas essas tecnologias. "Um exemplo dessa adaptação é o condomínio que possui local para armazenar compras dos condôminos na portaria. O dono do apartamento pode fazer as compras do supermercado pelo celular e solicitar a entrega no condomínio. Quando o entregador chega, está lá o espaço com geladeira para armazenar as compras. Quando o proprietário chega, basta levar para o apartamento. São diversas coisas interessantes que o dono da casa pode fazer à distância", comenta.

O proprietário da MGM fala ainda sobre os exemplos presentes nos prédios comerciais. "Nesse cenário, os prédios contam com tecnologia no sistema de irrigação, por exemplo. A bomba é ligada nos horários programados e com quantidade ideal de água para atender à necessidade. Se esse trabalho é realizado por um ser-humano, certamente a quantidade de água utilizada será muito maior. Outros exemplos são a programação de elevadores para atender andares específicos sob demanda, a programação da climatização dos ambientes, estacionamentos inteligentes e por aí vai".

Crescimento exponencial

Segundo dados da Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside), os serviços de automação cresceram 300% nos últimos quatro anos e deve continuar crescendo 12,5% ao ano até 2023, podendo movimentar cerca de U$ 78 bilhões. De acordo com a associação, o Brasil, atualmente, conta com 300 mil lares que possuem essa tecnologia.

Veja o gráfico abaixo

Podcast