Marinho defende também reforma tributária e novo pacto federativo

Economia

Marinho defende também reforma tributária e novo pacto federativo

Marinho foi questionado ainda se será possível aprovar a reforma da Previdência ainda no primeiro semestre desta ano

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação

O secretário especial de Previdência, Rogério Marinho, afirmou após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e deputados PSD, que é necessário que o governo faça a reforma tributária e o novo pacto federativo, além da reforma da Previdência.

Marinho lembrou que existe hoje a necessidade de o governo reequilibrar as contas públicas. Questionado sobre o contingenciamento mais recente promovido pelo governo, Marinho defendeu que o corte foi uniforme e atingiu todas pastas.

Sobre a interlocução entre Guedes e os parlamentares, Marinho afirmou que o ministro entende que há neste momento necessidade de ação do ministério da Economia. "Guedes permite um diálogo mais franco com o Parlamento"

Marinho foi questionado ainda se será possível aprovar a reforma da Previdência ainda no primeiro semestre desta ano: "Quem define o cronograma e a dinâmica é o próprio Parlamento", afirmou.