Comerciantes do ES falam sobre prejuízos e expectativas durante fechamento total

Economia

Comerciantes do ES falam sobre prejuízos e expectativas durante fechamento total

Desde o período de medidas mais restritivas, donos de estabelecimentos no estado disseram que tiveram baixa na clientela e precisaram demitir funcionários

Foto: Reprodução TV Vitória

Depois de mais de 18 dias de fechamento total, a equipe de reportagem da TV Vitória/ RecordTV, traçou um raio x da situação nos setores de comércio e serviços no Espírito Santo.

>> Novo Mapa de Risco entra em vigor nesta segunda; veja as regras para cada região do ES

Shirley Mollin tem um salão de beleza no município de Vila Velha. A profissional está no ramo há 30 anos. Antes da pandemia, ela atendia até 12 clientes por dia. Depois, a média passou para 6 por semana. O faturamento caiu 70%. 

Agora, com o estabelecimento de portas fechadas há mais de 18 dias, o salão reabre nesta quarta-feira (7), mas a expectativa não é das melhores.

"Tenho duas clientes agendadas para amanhã (quarta), mas no sábado, que era o melhor dia, não tenho ninguém. Só vou manter o salão aberto porque não pago aluguel. Minhas maquiagens estão com prazo de validade vencendo porque ninguém mais usa. Minha prima trabalhava num salão com 9 pessoas, que fechou e demitiu todo mundo".

Carlos Andrião também não está muito esperançoso. Ele é dono de uma academia de ginástica em Vitória. Ele perdeu metade da clientela na pandemia, e teve que demitir metade dos funcionários. Eram 18, hoje são 9. Mas ele não descarta mais demissões.

Foto: Reprodução TV Vitória

Diferente dos salões de beleza, o fechamento total para as academias continua. Elas só podem funcionar nos municípios em risco moderado ou alto. Quando isso acontecer, Carlos acredita que nem todos os clientes vão retornar.

"Se caímos a primeira vez a 50%, esperamos que não caia 50% novamente, mas terá queda. Por isso tem que ter medidas de contenção de custos, se não a gente não consegue sobreviver".

Gustavo Barbarioli tem dois restaurantes que empregavam 200 funcionários. A pandemia reduziu o número para 120, e derrubou o faturamento em 40%. Durante o fechamento total os restaurantes puderam funcionar no sistema delivery, mas ele preferiu não abrir e disse que fechado o prejuízo foi menor.

"A operação já está inviabilizada. Se tivermos que pegar boa parte disso e entregar para os aplicativos de delivery, a gente aumenta o prejuízo. Pedimos que seja incluído os serviços de take away e drive thru". 

O setor de bares e restaurantes é um dos que vão poder voltar ao atendimento presencial entre quarta e sexta-feira, de acordo com o decreto estadual em vigor, mas Rodrigo Vervloet, presidente do Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Espírito Santo (Sindbares), as novas medidas não são suficientes para 'tirar a corda do pescoço' dos comerciantes do setor. 

"Mesmo com a volta do funcionamento de três dias não justifica financeiramente a operação, e principalmente, porque ainda estamos proibidos de fazer o drive thru e o  take away, que é a pessoa ir no restaurante buscar para comer em casa". 

Outro setor da economia bastante afetado é o de turismo. Em algumas agências de viagem, a queda no faturamento chegou a 90%. Nos hotéis, a ocupação no último trimestre do ano passado foi quase 30% menor do que em 2019. Os impactos das restrições mais severas dos últimos dias ainda não foram medidos, mas quanto mais a pandemia durar, menor o faturamento. 

Apesar das dificuldades, quem empreende não perde uma característica: a de acreditar em dias melhores. 

"Entendemos que estamos em risco extremo e que temos que passar por isso. Esperamos que semana que vem seja a última semana e que só tenha essa contabilidade de 30 dias", disse Andrião.

"Tem que ter a conscientização das pessoas e seguir os protocolos para que caia essa taxa e a gente consiga voltar o mais rápido possível" finalizou Barbarioli.

Com informações do repórter Alex Pandini, da TV Vitória/ RecordTV

Risco extremo, alto e moderado: entenda como fica o funcionamento de atividades na sua cidade:


RISCO EXTREMO

ATIVIDADES ESSENCIAIS

Supermercados, farmácias, indústria e atividade de assistência à saúde podem funcionar até as 20h em dias de semana, no entanto ficarão fechados aos domingos e feriados.

COMÉRCIO

O comércio de rua, centros comerciais e galerias funcionarão em três dias na semana (quarta, quinta e sexta-feira) das 10h às 18h para atendimento presencial.

ATIVIDADES DE ENSINO

As atividades educacionais com a presença de estudantes ficam suspensas, sendo permitidas aulas remotas.

RESTAURANTES

Atendimento ao público de quarta à sexta-feira, das 10h até às 16h. Após esse horário, somente delivery. Nestes dias, galerias e centros comerciais poderão funcionar das 10h às 18h.

SHOPPINGS

Poderão funcionar três vezes na semana (quarta, quinta e sexta-feira) das 12h às 20h.

BARES E ACADEMIAS

Vão continuar fechados.

AGÊNCIAS BANCÁRIAS E LOTÉRICAS

Funcionamento de bancos apenas para saque de benefícios assistenciais. Lotéricas podem abrir de quarta à sexta-feira, das 10h às 18h.

Confira as cidades classificadas em risco extremo:

Água Doce do Norte, Águia Branca, Anchieta, Apiacá, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Guarapari, Ibatiba, Iconha, Itarana, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pinheiros, Piúma, Rio Bananal, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Pavão, Vila Velha e Vitória.

RISCO ALTO

MEDIDAS SOCIAIS

- Suspensão da realização de eventos;

- Suspensão da visitação de unidades de conservação ambiental e do funcionamento de todos os parques municipais;

- Suspensão do funcionamento dos cinemas, teatro, circos e similares, exceto em formato drive-in;

- Suspensão de funcionamento de espaços de lazer e recreação infantil, parques de diversões e similares.

ATIVIDADES DE ENSINO

- Suspensão das atividades com a presença de alunos em todos os estabelecimentos de ensino, da rede pública e privada, com exceção de cursos relacionados à saúde e segurança pública.

TRABALHO REMOTO

- Trabalhadores que atuam na área administrativa, independente do ramo da atividade, inclusive no ramo da administração pública direta e indireta, deverão atuar prioritariamente em trabalho remoto.

AGÊNCIAS BANCÁRIAS

- Poderão funcionar para saque de benefícios assistenciais

ACADEMIAS

- Vedada realização de atividades aeróbicas;

- Limitação de número de alunos por área do estabelecimento conforme Portaria SESA nº 226, Art. 11, §2º. Limitação de até 20 alunos por horário de agendamento, respeitando o limite de 15m² por aluno.

COMÉRCIO, BARES E RESTAURANTES

- Funcionamento de comércio de rua, centro comerciais e galerias das 10h às 18h de segunda à sexta-feira, e aos sábados até às 14h;

- Funcionamento de shopping centers, de segunda à sexta-feira das 10h às 20h e aos sábados até às 16h;

- Funcionamento de restaurantes das 10h às 16h;

- Distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência podem funcionar das 10h às 16h, sem consumo presencial;

- Suspensão do funcionamento dos bares.

PODEM FUNCIONAR SEM LIMITE DE HORÁRIO

- Farmácias, comércio atacadista, distribuidoras de gás de cozinha e água, supermercados, minimercados, hortifrutis, padarias, lojas de produtos alimentícios, lojas de cuidados animais e insumos agrícolas, postos de combustíveis, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e bicicletas, estabelecimentos de vendas de materiais hospitalares e casas lotéricas.

Confira as cidades classificadas em risco alto: Afonso Cláudio, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Aracruz, Atílio Vivácqua, Bom Jesus do Norte, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Ibiraçu, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Iúna, Jaguaré, Laranja da Terra, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Pedro Canário, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Mateus, São Roque do Canaã, Sooretama e Vila Valério.

RISCO MODERADO

COMÉRCIO, BARES E RESTAURANTES

- Funcionamento dos estabelecimentos comerciais com 1 cliente por 10m², obrigatoriedade do uso de máscaras para funcionários e clientes, distanciamento social em filas;

- Funcionamento de bares, lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas alcoólicas de segunda à sábado até às 22h e aos domingos até às 16h.

ACADEMIAS

- Vedada realização de atividades aeróbicas coletivas;

- Limitação do número de alunos por área do estabelecimento conforme Portaria SESA nº 226-R, Art. 11 §2º.

ATIVIDADES DE ENSINO

- Permitidas atividades com a presença de alunos no estabelecimento de ensino.

Confira as cidades classificadas em risco moderado: Conceição da Barra e Ibitirama.

*A matéria foi atualizada nesta segunda-feira (5), com base na publicação da portaria no Diário Oficial do Espírito Santo.