• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mercado estima inflação em 8,26% e Selic em 13,5% no final de 2015

Economia

Mercado estima inflação em 8,26% e Selic em 13,5% no final de 2015

Para o fim de 2016, a mediana das projeções foi mantida em 11,50% ao ano. Esta é a décima oitava semana consecutiva em que a taxa fica estacionada neste patamar

Há um mês, a estimativa observada no boletim também era de que a Selic encerrasse 2015 em 13,25% ao ano Foto: Divulgação

O mercado financeiro elevou a previsão para a Selic no fim deste ano para 13,50% ao ano, contra projeção anterior de 13,25% ao ano, de acordo com o Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (4) pelo Banco Central. Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou a taxa básica de juros de 12,75% ao ano para 13,25% ao ano.

Há um mês, a estimativa observada no boletim também era de que a Selic encerrasse 2015 em 13,25% ao ano. A taxa média esperada para 2015 passou de 13,20% ao ano para 13,22%. Quatro semanas antes, essa taxa média estava em 13,16% ao ano.

Para o fim de 2016, a mediana das projeções foi mantida em 11,50% ao ano. Esta é a décima oitava semana consecutiva em que a taxa fica estacionada neste patamar. A previsão para a Selic média do ano que vem continuou em 12% pela terceira semana seguida - a taxa observada há um mês era de 11,95%.

Também para os economistas que mais acertam as projeções para o rumo da taxa básica de juros, o Top 5 no médio prazo, a Selic encerrará este ano em 13,50% ao ano, mesma previsão registrada nas duas semanas anteriores. Para 2016, a expectativa do grupo é de que a taxa fique em 12% ao ano, mesma previsão verificada há seis semanas.

Dólar

As previsões para o comportamento do câmbio neste e no próximo se mantiveram estáveis no Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, pelo BC. De acordo com o documento, a mediana das estimativas para o dólar no encerramento de 2015 seguiu em R$ 3,20, mesmo valor da semana passada. Quatro edições anteriores da Focus, a mediana estava em R$ 3,25.

A taxa média prevista para este ano, no entanto, caiu de R$ 3,11 para R$ 3,08 - um mês atrás estava em R$ 3,14.

Já para 2016, a cotação final seguiu em R$ 3,30 há quatro semanas. A taxa média para o ano que vem também permaneceu estável, em R$ 3,213. Um mês antes estava em R$ 3,21.