Fundos têm papel de catalisador do desenvolvimento, diz presidente da CVM

Economia

Fundos têm papel de catalisador do desenvolvimento, diz presidente da CVM

Redação Folha Vitória

São Paulo - O presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Leonardo Pereira, destacou o potencial e a importância do setor de fundos para o desenvolvimento econômico, particularmente no Brasil, diante das necessidades relacionadas à infraestrutura.

"Vejo enorme potencial na indústria de fundos, que deve ter papel mais atuante como catalisador do desenvolvimento da economia", afirmou Pereira na abertura do segundo dia do 8º Congresso Anbima de Fundos de Investimento, que acontece em São Paulo.

O presidente da CVM comentou sobre os desafios que a indústria enfrenta em função da cautela dos investidores no atual cenário macroeconômico e destacou que a indústria de fundos continua sendo uma das prioridades da autarquia. "Estamos cientes do momento que atravessamos e sobre o quanto isso afeta o mercado. É comum que os investidores fiquem mais cautelosos e adiando decisões de investimento", acrescentou. Segundo ele, para superar esse momento é preciso credibilidade, que deve ser vista no contexto da educação financeira. "Os fundos têm papel fundamental na captação de poupança e como viabilização de novos investimentos", disse.

Ainda de acordo com Pereira, o mercado de capitais vem ganhando papel de relevância para o desenvolvimento econômico, não só no Brasil, diante da perda de capacidade de financiamento das fontes convencionais após a crise de 2008/2009. Ele lembrou que este tem sido tema dos encontros do G-20 e que o apoio do mercado de capitais no desenvolvimento econômico é ainda mais crítico no País pela necessidade de se apoiar a infraestrutura e as pequenas e médias empresas. "Assegurar que o mercado sirva para esse propósito aumenta a responsabilidade e o engajamento de todos os agentes envolvidos", disse.