Produção de eletrodomésticos de linha marrom cai 36,2%, diz IBGE

Economia

Produção de eletrodomésticos de linha marrom cai 36,2%, diz IBGE

Redação Folha Vitória

Rio de Janeiro - Após ter as vendas alavancadas com a demanda por televisores no período pré-Copa do Mundo, a produção de eletrodomésticos de linha marrom despencou no primeiro trimestre de 2015. A queda foi de 36,2% em relação a igual período de 2014, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos três primeiros meses do ano passado, a produção de itens da linha marrom, que incluem as TVs, havia crescido 51,3% em relação ao primeiro trimestre de 2013. "Há, certamente, um efeito de base de comparação. A queda da linha marrom é muito acentuada, após resultados positivos antes da Copa do Mundo", afirmou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

Além disso, o crédito mais escasso e caro contribui para reduzir a demanda por bens de consumo duráveis, geralmente de valor mais elevado e que comprometem fatia maior da renda das famílias. "O crédito afeta bens como motocicletas, eletrodomésticos de linha marrom, linha branca, além de mobiliário", citou Macedo.

Apenas em março, o segmento de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (onde estão classificados os televisores) teve queda de 8,1% na produção ante fevereiro e recuo de 22,7% na comparação com março do ano passado. Em ambos os casos, figurou como a taxa mais negativa entre todos ramos investigados pelo órgão.