Produção de veículos da GM em Gravataí segue paralisada

Economia

Produção de veículos da GM em Gravataí segue paralisada

Redação Folha Vitória

São Paulo - A General Motors (GM) divulgou comunicado à imprensa nesta quarta-feira, 13, afirmando que a produção em Gravataí, no Rio Grande do Sul, continua paralisada. Na nota, a montadora afirma que as transportadoras Tegma e Transzero ainda não restabeleceram "suas atividades regulares de transporte de veículos, impossibilitando a retomada da atividade produtiva na fábrica de Gravataí". A paralisação decorre da divergência da montadora com as duas empresas sobre o custo do frete. Segundo a nota da GM, 1.944 veículos deixaram de ser produzidos, e aproximadamente 9.000 funcionários do complexo estão impossibilitados de trabalhar.

A paralisação dos três turnos de trabalho foi anunciada ontem pela GM. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, a empresa estaria discutindo com os trabalhadores a possibilidade de encerrar o terceiro turno na fábrica. O sindicato afirmou que a montadora reconhece que poderá haver demissões na unidade.

Ontem, a Tegma informou em nota ter sido "surpreendida com o comunicado da GM de que estaria em estado de greve, fato que não ocorreu", e a Transzero não se pronunciou.