Bolsonaro nomeia Bruno Funchal como secretário especial de Fazenda

Economia

Bolsonaro nomeia Bruno Funchal como secretário especial de Fazenda

Em 2017 e 2018, ele foi Secretário de Fazenda do Espírito Santo, na Gestão Hargung, e atuou como um dos responsáveis pelo processo de ajuste das contas estaduais

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Edu Andrade/Ministério da Economia

O presidente Jair Bolsonaro oficializou mudanças no Ministério da Economia e nomeou o economista Bruno Funchal secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, exonerando do cargo Waldery Rodrigues. O troca-troca foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 11. A nomeação de Funchal e exoneração de Rodrigues foi feita por decreto do presidente, assinado também pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Além disso, outras mudanças já esperadas na equipe de Guedes foram oficializadas por portarias assinadas pelo ministro da Casa Civil, Luiz Ramos, que é o responsável por nomeações de cargos de confiança de alto nível. Rodrigues foi nomeado assessor especial de Relações Institucionais do Ministério da Economia.

Para o cargo de secretário do Tesouro, que era ocupado por Funchal, foi nomeado Jeferson Bittencourt, que assessorava a Pasta na articulação com o Congresso. Também foi exonerado o secretário de Orçamento Federal, George Soares, cargo que será ocupado por Ariosto Antunes Culau, também nomeado hoje. Ele é servidor de carreira e já foi secretário-executivo-adjunto da Fazenda no governo Michel Temer.

As mudanças na Economia foram feitas após embates entre a equipe de Guedes e o Legislativo e outras áreas do governo durante o processo de votação do Orçamento de 2021. No fim de abril, o próprio ministro da Economia admitiu que a decisão seguia o "desgaste natural" sofrido por secretários que tiveram de atuar "na defesa" e precisaram com frequência dizer "não" a diversos pedidos.

Quem é Bruno Funchal

Funchal é bacharel pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutor em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com pós-doutorado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). É professor titular da FUCAPE Business School e foi pesquisador visitante na Universidade da Pensilvânia. Em 2017 e 2018, ele foi Secretário de Fazenda do Espírito Santo, na Gestão Hargung, e atuou como um dos responsáveis pelo processo de ajuste das contas estaduais.