Atividade fraca começa afetar IPC, aponta Fipe

Economia

Atividade fraca começa afetar IPC, aponta Fipe

Redação Folha Vitória

São Paulo - A atividade mais enfraquecida já está refletindo claramente sobre alguns produtos da cesta de consumo dos paulistanos, afirmou o gerente técnico do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) Moacir Mokem Yabiku, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

"Alguns itens típicos, que estão diretamente ligados à atividade econômica e ao mercado de trabalho podem ter queda de preços, principalmente aqueles relacionados à alimentação fora do domicílio. Já há sinais até mesmo de demanda por algumas carnes", afirmou. O item alimentação fora do domicílio atingiu 1,08% ante 1,31% na primeira medição do mês.

No IPC da segunda leitura do mês, a Fipe também captou alta menor em serviços pessoais, que tiveram variação de 0,11%, na comparação com 0,63% na primeira medição. Dentre os destaques, o técnico do instituto citou a queda de 0,30% em cabeleireiro masculino (ante alta de 0,09%) e a elevação menos intensa em cabeleireiro feminino, de 0,12% (ante 0,69%).

Os itens integram o grupo Despesas Pessoais no IPC, que teve alta de 0,38%, na comparação com 0,32%. A aceleração, disse o técnico da Fipe, foi puxada especialmente por jogos lotéricos (de 17,02% para 26,59%. "Na próxima leitura deve acelerar mais e terminar por aí", disse, ao referir-se ao impacto do reajuste recente nos preços de loterias. O IPC-Fipe, por sua vez, teve inflação de 0,54% na segunda leitura de junho, após 0,61%.