Levy aponta gasto público e despesas obrigatórias como inibidores da confiança

Economia

Levy aponta gasto público e despesas obrigatórias como inibidores da confiança

Redação Folha Vitória

Brasília - Sem citar diretamente o projeto da Câmara que aprovou o mesmo índice que corrige o salário mínimo para aposentadorias e benefícios acima do mínimo, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou que "o gasto público e as despesas obrigatórias talvez sejam os maiores inibidores da confiança no Brasil". A declaração de Levy se deu após reunião com os economistas no Ministério, na manhã desta quinta-feira, 25.

Sobre o desafio de reduzir o gasto público, Levy ressaltou a importância de se evitar maiores despesas porque isso afeta a confiança do investidor, que é para onde (gasto público) ele está olhando. O ministro disse ainda que o encontro foi ótimo. "Ouvi coisas super bacanas", afirmou o dirigente da Fazenda. Durante a reunião, na sede da Pasta, também foram discutidas as questões fiscais e estruturais, além de itens de agenda.