Levy diz que BC está vigilante para trazer a inflação em 2016 para 4,5%

Economia

Levy diz que BC está vigilante para trazer a inflação em 2016 para 4,5%

Redação Folha Vitória

Brasília - Um dia depois de o IBGE divulgar que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,74% em maio, o maior resultado para o mês desde 2008, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que o Banco Central está "vigilante e deverá continuar vigilante para que nós possamos trazer a inflação em 2016 para 4,5%".

Sob pressão da alta dos preços dos alimentos e da energia elétrica, a inflação acelerou em maio e ficou acima das expectativas do mercado. Isso levou investidores a apostarem em novas altas da taxa de juros, para tentar conter a escalada dos preços. Além disso, economistas dizem que ficou mais difícil para o BC entregar a inflação no centro da meta, de 4,5%, em 2016, como vem prometendo.

"Esse é um trabalho conjunto (levar a inflação para o centro da meta). E é muito importante a inflação estar convergindo para criar confiança na sociedade para aquele plano de R$ 198 bilhões das concessões poder ir para frente porque requer confiança, credibilidade, estabilidade na economia", disse Levy, referindo-se ao plano de investimento em logística anunciado pelo Planalto na terça-feira, 9. Questionado pelo jornal "O Estado de S. Paulo" se a inflação não estaria fora do controle, o ministro respondeu, brevemente, ao entrar no carro oficial: "Não".