Foco de reforma deve ser primeiro imposto de valor agregado, diz Meirelles

Economia

Foco de reforma deve ser primeiro imposto de valor agregado, diz Meirelles

Sobre inflação, Meirelles afirmou ainda que neste o momento está mais preocupado com o avanço das expectativas dos agentes do mercado

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Agência Brasil

O ex-ministro da Fazenda e atual secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, voltou nesta quinta-feira a afirmar que o foco da reforma tributária deve ser primeiro o imposto agregado. "Depois podemos endereçar a questão tributação", disse o ex-ministro, participante da Bradesco BBI 12th London Conference.

Sobre inflação, Meirelles afirmou ainda que neste o momento está mais preocupado com o avanço das expectativas dos agentes do mercado em relação ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2022.

Para ele, é importante a autoridade monetária mandar uma mensagem forte de que buscará a meta do IPCA e também fiscal. "A agenda econômica do próximo governo precisa endereçar o problema fiscal", disse.

Produtividade

O segundo ponto que deve integrar a agenda econômica do próximo governo, de acordo com o ex-ministro, é a busca pela produtividade da economia brasileira.

"Não há recursos no longo prazo para fazer um grande programa de infraestrutura. Precisamos do setor privado", disse Meirelles, que já vem batendo já há algum tempo nesta tecla.

E de acordo com ele, se for pensar no longo prazo, será preciso pensar também na melhoria da qualidade da educação dos brasileiros.