Fundo governamental analisa fechar capital da Malaysia

Economia

Fundo governamental analisa fechar capital da Malaysia

Redação Folha Vitória

Kuala Lumpur - O fundo do governo que detém uma participação majoritária na Malaysia Airlines está cada vez mais próximo de fechar o capital da empresa, após a companhia perder um segundo avião em cinco meses, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

A Khazanah Nasional, fundo de investimento estatal da Malásia e detentora de uma participação de 69% na operadora Malaysian Airline System, já estava considerando a compra do restante da empresa, junto com outras propostas de reestruturação, mesmo antes da queda do voo MH17, que voava de Amsterdã para Kuala Lumpur.

A perda do voo MH17, juntamente com uma queda posterior no preço das ações da Malaysia Airlines e da ameaça de queda de receita se os passageiros abandonarem futuros voos, está fortalecendo a intenção de fechar o capital da empresa, embora outras opções permaneçam sob análise, disseram pessoas familiarizada com o assunto.

Um plano para que a Khazanah Nasional compre o restante das ações da Malaysia Airlines pode ser anunciado a partir do início de agosto, disse uma das fontes ao The Wall Street Journal.

A Khazanah Nasional possui ativos no valor de US$ 40 bilhões em cerca de 50 empresas espalhadas por vários setores, de bancos, telecomunicações, hospitais a parques temáticos.

As ações da Malaysia Airlines recuaram até 18% com a notícia da perda do voo MH17 e caíram cerca de 35% até agora neste ano. A empresa está atualmente avaliada em 3,34 bilhões de ringgits, ou cerca de US$ 1,05 bilhão, com base no preço de fechamento da sexta-feira.

A Malaysia Airlines anunciou no sábado que está oferecendo reembolso de passagens compradas para voos este ano, se os passageiros optarem por cancelar reservas. Se um número significativo de clientes aceitar essa proposta, as receitas poderiam ser prejudicadas. Fonte: Dow Jones Newswires.