Levy avalia que turbulência no câmbio é passageira

Economia

Levy avalia que turbulência no câmbio é passageira

Redação Folha Vitória

Brasília - Com a alta do dólar, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ressaltou em evento na Escola de Administração Fazendária que a turbulência é passageira. "Acredito que a turbulência do momento é passageira. Acredito que a economia vai retomar o caminho do crescimento", afirmou.

Para o ministro, o País vive um momento de reforço das políticas fiscais e é importante entender a centralidade do ajuste e reconhecer que as incertezas têm pesado na economia. "Isso são fenômenos passageiros", disse.

O ministro frisou que as empresas têm se adaptado e algumas já encontram condição de voltar a crescer. "Muitos setores já têm avançado bastante nesse processo de ajuste, é um processo que tem alguns momentos difíceis." O ministro disse ainda que a economia brasileira "é de preços flexíveis e com possibilidade de mobilidade de capital e recursos e que isso é essencial quando se está fazendo um ajuste".

Recuperação da receita

Em mais uma crítica aos parcelamentos que a Receita Federal possibilitava aos contribuintes, Levy afirmou nesta terça-feira, 28, que o órgão está fazendo "trabalho de recuperação da receita".

Para o ministro, o Refis "deteriorou toda a parte da arrecadação" e também refletia uma alta carga tributária, mesmo com despesas crescentes. Com esse argumento, Levy justificou as medidas tomadas pela Receita para aumentar a arrecadação. "A Receita precisa lançar recursos que, às vezes, têm consequências não favoráveis ao longo do tempo", disse. Segundo o ministro, os chamados Refis foram frequentes nos últimos 10 anos.

Para o ministro, outro ponto importante para a economia é o emprego, que tem se adaptado e começa a ter capacidade de crescer novamente.