Número de pedidos de auxílio-desemprego cai em junho na Espanha

Economia

Número de pedidos de auxílio-desemprego cai em junho na Espanha

Redação Folha Vitória

Madri - O número de pessoas na Espanha buscando benefícios de seguro-desemprego caiu fortemente em junho, em meio à aceleração na retomada econômica, de acordo com dados do governo divulgados nesta quinta-feira.

O Ministério do Trabalho informou que os pedidos de auxílio-desemprego recuaram em 94.727, para 4,12 milhões, bem abaixo da queda média mensal de 74 mil dos últimos sete anos. Na comparação com junho do ano passado, os pedidos de seguro-desemprego caíram 7%, sinal de que a quarta economia da zona do euro continua criando empregos a um ritmo mais rápido que o antecipado por muitos.

A economia espanhola está agora entre as que crescem mais rápido na zona do euro, após o país superar em 2013 sua segunda recessão em cinco anos. O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,9% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o quarto trimestre de 2014, e em 2,7% na comparação anual. O avanço foi puxado em grande medida pela demanda interna. Para o segundo trimestre, o governo espanhol espera que o crescimento supere 1% ante o trimestre anterior.

Em junho, a maior queda no desemprego ocorreu no setor industrial, onde os pedidos de seguro-desemprego recuaram em 3,4%, enquanto no setor de serviços - que tem o maior número de empregados no país - registrou um declínio de 2,3% ante o mês anterior nas solicitações. Fonte: Dow Jones Newswires.