Obama nomeia Sandra Black para o Conselho de Assessores Econômicos dos EUA

Economia

Obama nomeia Sandra Black para o Conselho de Assessores Econômicos dos EUA

Redação Folha Vitória

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apontou Sandra Black, professora de Economia da Universidade do Texas em Austin, para ser um dos três membros do Conselho de Assessores Econômicos (CEA, na sigla em inglês) da Casa Branca.

Black tem realizado extensivas pesquisas sobre educação, mobilidade intergeracional e o desenvolvimento inicial das crianças, incluindo estudos sobre como questões raciais e socioeconômicas influenciam na seleção para as universidade e como a idade de início na escola, o peso ao nascer e o histórico da família moldam os resultados de educação e no mercado de trabalho no longo prazo.

"O CEA é o trabalho perfeito para um acadêmico", disse a pesquisadora em entrevista nesta quinta-feira. "Essa é uma oportunidade muito boa, porque posso levar todas as coisas nas quais tenho pensado por tantos anos e ajudar outras pessoas a pensar sobre elas."

A agenda de política doméstica de Obama nos últimos anos tem incluído um grande foco em iniciativas para aumentar a renda das famílias, promover a educação das crianças mais novas e convencer os empregadores a estabelecer políticas mais amigáveis para as famílias. "Há uma conexão óbvia aqui" entre a pesquisa da professora e a agenda política, notou a própria investigadora.

Black já foi professora da Universidade da Califórnia, em Los Angeles. Também atuou como pesquisadora visitante do Federal Reserve de San Francisco e como economista do Fed de Nova York. Ela possui um doutorado em Economia da Universidade Harvard. Ela deve substituir Betsey Stevenson, que voltará à Universidade de Michigan.

O grupo de três integrantes deve ter outra vaga aberta neste ano, porque Maurice Obstfeld, um economista da Universidade da Califórnia em Berkeley, foi apontado como o próximo economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), posto que ele deve assumir em setembro. Fonte: Dow Jones Newswires.