ONS volta a reduzir previsão de carga no sistema e estima queda de 1,8% em 2015

Economia

ONS volta a reduzir previsão de carga no sistema e estima queda de 1,8% em 2015

Redação Folha Vitória

São Paulo - São Paulo, 17/07/2015 - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) revisou pela segunda vez neste ano a projeção de carga de energia do Sistema Interligado Nacional (SIN) para 2015 e, neste momento, já prevê uma retração de 1,8% em relação ao ano passado. Na primeira revisão do ano, o ONS e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), parceira na elaboração do estudo, já indicavam carga inferior ao previsto inicialmente.

De acordo com o ONS, a carga estimada para o ano, de 64.017 MW médios, está 1.162 MW médios abaixo do valor originalmente previsto na primeira revisão quadrimestral de carga, utilizada no Planejamento Anual da Operação Energética 2015-2019. A previsão anterior, de 65.179 MW médios, sinalizava uma expansão de 0,1% em relação ao ano anterior.

O cenário mais adverso reflete a retração de consumo no primeiro semestre, puxado pela classe industrial, e a expectativa de que, entre janeiro e julho, a carga do SIN tenha encolhido 1,3% na comparação com o mesmo intervalo de 2014 - os dados de julho ainda não foram finalizados. A pressão negativa vem principalmente da classe industrial.

"O baixo desempenho da indústria, principalmente no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, onde está concentrada cerca de 60% da carga industrial do país, bem como a redução no nível de atividade do setor de comércio e serviços, aliada ao impacto generalizado do aumento das tarifas de eletricidade no consumo de todas as classes, influenciaram negativamente os resultados do mercado e da carga do SIN no primeiro semestre", sentenciou o ONS.

O operador projeta que o Produto Interno Bruto (PIB) encolherá 1,2% em 2015. No período de 2015 a 2019, por outro lado, a projeção indica um crescimento médio de 2,5% ao ano.