• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Obras de ampliação do Porto de Vitória serão retomadas na próxima semana

Economia

Obras de ampliação do Porto de Vitória serão retomadas na próxima semana

As obras ficaram paralisadas mais de um ano. A retomada da ampliação também ficou mais cara passando a custar R$ 120 milhões

O objetivo da ampliação é ter um porto maior, de melhor logística, e mais atrativo economicamente Foto: Divulgação

As obras de ampliação do porto de Vitória serão retomadas na semana que vem. Os navios com os equipamentos, que vieram da República Dominicana e Uruguai, que irão auxiliar nas obras já estão atracados no porto.  A retomada da ampliação também ficou mais cara, orçada inicialmente a R$ 85 milhões e 600 mil agora vale R$ 120 milhões.

O objetivo da ampliação é ter um porto maior, de melhor logística, e mais atrativo economicamente. Hoje, o canal tem uma profundidade de pouco mais de 11 metros. Apenas navios com calado, que é a parte submersa, de cerca de 10m e meio e carga de até 40 mil toneladas podem navegar no Porto de Vitória.

De acordo com o diretor-presidente da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), Luiz Cláudio Santana Montenegro, a previsão de conclusão das obras é até o final deste ano, e poder receber navios com maior capacidade se refletirá no preço do frete.

“A ampliação interessa um número maior de donos de cargas são os contêineres. A gente passa a receber navios de maior capacidade de contêineres e, com esses navios, temos um frete menor. Cada tonelada a mais que a gente gera de movimentação aqui é crescimento e desenvolvimento como um todo”.

Se o cronograma for cumprido e as obras terminadas, a profundidade do canal vai chegar a 14 metros. Navios maiores e com cargas mais pesadas, de até 70 mil toneladas, terão acesso ao terminal portuário, o que aumenta em 40% a movimentação comercial no Porto de Vitória.

“A gente agora começa a parte final desse processo de dragagem do porto de Vitória, que trará novas perspectivas para o Porto. Todo equipamento de logística, seja de transporte ou terminais como os portos, são essenciais ao desenvolvimento que só acontece quando temos essa logística à disposição”.

Vale lembrar que a conclusão da ampliação, prevista para 2013 não aconteceu. As intervenções se estenderam até março deste ano, quando a empresa responsável pela obra, quis rever os termos do contrato para adequação do projeto.