• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Polo de distribuição da Zona Franca de Manaus no ES deve gerar 120 vagas de empregos

Economia

Polo de distribuição da Zona Franca de Manaus no ES deve gerar 120 vagas de empregos

Empresas da Zona Franca de Manaus podem utilizar o polo de distribuição no Espírito Santo para complementar as atividades

O Espírito Santo está prestes a ganhar um polo de distribuição de produtos da Zona Franca de Manaus, o que, a princípio, pode gerar cerca de 120 empregos diretos e indiretos, podendo aumentar o número de vagas conforme a chegada de mais empresas. O centro será instalado nas dependências da empresa Terca, localizada às margens da Rodovia do Contorno, em Cariacica.

O anúncio oficial foi realizado na manhã desta terça-feira (18) nas dependências do Palácio Anchieta, em Vitória. Além do governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, participaram do encontro o prefeito de Cariacica, Juninho, representantes da Terca, empresa vencedora da licitação, e diversas outras autoridades.

O projeto começou a ser implantado no Estado em 2015, quando foi realizada uma visita ao Polo Industrial da Zona Franca de Manaus, no Estado do Amazonas. Formalizado o interesse, os governos estaduais dos dois Estados trabalharam em parceria para a implementação. Após o período de licitação, a proposta foi consolidada em no início deste mês.

A partir da assinatura do contrato, prevista para o final de julho, a empresa terá o prazo de 90 dias para a instalação. De acordo com o superintendente da Terca, Sidemar de Lima Costa, a estrutura de um armazém já está pronto para receber as atividades de empresas que já demonstraram interesse de atuação no Espírito Santo. "Até o momento não havíamos divulgado oficialmente e já temos mais de dez empresas interessadas", disse.

O superintendente ainda informou que o interesse inicial vem de empresas dos setores eletroeletrônicos, duas rodas motorizadas e da linha branca de eletrodomésticos, como geladeiras e fogões. Agora, todas as empresas do polo em Manaus serão comunicadas da implantação do centro de distribuição em terras capixabas. A empresa alega que, se necessário, as atividades ainda podem ser expandidas em uma área com cerca de 80 mim metros quadrados.

O secretário Estadual de Desenvolvimento, José Eduardo de Azevedo, salientou que a chegada da Zona Franca de Manaus no Espírito Santo gera uma perspectiva de atração de novos projetos para o Estado. "Isso movimenta toda uma cadeia produtiva de atividades portuária, aérea, transporte de cargas e geração de mais empregos e renda para município e Estado", disse.

O prefeito de Cariacica falou sobre a importância do empreendimento para o município. Para ele, a instalação do polo vai valorizar a mão de obra dos trabalhadores locais. "É o momento das oportunidades. Temos que estar preparados para aproveitar e consolidar este momento", disse Juninho.

Já o governador Paulo Hartung classificou como extraordinária a vantagem da localização geográfica do Espírito Santo. Para ele, o Estado tem o potencial de ser uma das melhores portas de entrada de mercadorias no Brasil. "Isso tudo está conectado ao avanços que temos conseguido na área energética do Estados, o que está conectado às obras do Porto e de novos terminais portuários no Espírito Santo", disse.

Outras obras também foram destacadas pelo governador como importantes para a competitividade do Estado e movimentação de cargas internamente no país, como a inauguração do novo aeroporto de Vitória, a conclusão da Rodovia Leste Oeste, que liga os municípios de Cariacica e Vila Velha e o início das obras do contorno do Mestre Álvaro. "Temos um conjunto de ações animadoras", comemorou Hartung.