Fontes: Berkshire Hathaway está perto de acordo para comprar Precision Castparts

Economia

Fontes: Berkshire Hathaway está perto de acordo para comprar Precision Castparts

Redação Folha Vitória

Nova York, 08/08/2015 - A Berkshire Hathaway está próxima de um acordo para comprar a fabricante de equipamentos e componentes para as indústrias aeroespacial e de petróleo e gás Precision Castparts, no que poderá ser a maior aquisição já feita pelo conglomerado comandado por Warren Buffett, disseram fontes citadas pela Dow Jones.

No fechamento do mercado de ações na última sexta-feira, a Precision Castparts tinha um valor de capitalização de US$ 26,7 bilhões, o que significa que o preço da aquisição deverá ficar em torno de US$ 30 bilhões. De acordo com as fontes, o acordo poderá ser anunciado na próxima semana.

A Berkshire Hathaway é uma das maiores acionistas da Precision Castparts, com uma participação estimada em 3% em 30 de março. Fundada em 1949 e sediada em Portland (Oregon), a empresa fabrica componentes como lâminas para turbinas de avião, tendo clientes como Airbus e Boeing. Ela também produz equipamentos para usinas de força e para a indústria de petróleo e gás. Cerca de metade de seu faturamento anual de US$ 10 bilhões é gerada por vendas para grandes fabricantes de aviões e motores.

A aquisição da Precision Castparts é parte de um processo de consolidação no setor aeroespacial, num momento em que as fabricantes de aviões estão aumentando sua produção, depois de assegurar encomendas para milhares de aeronaves. Recentemente, empresas como a Precision Castparts se viram obrigadas a cortar custos e a investir em novos equipamentos para atender à demanda.

A companhia cresceu rapidamente por meio de uma série de aquisições, mas o preço de suas ações vem sendo pressionado por uma série de problemas de produção, a desova de estoques por um de seus maiores clientes e a exposição de sua divisão de equipamentos para oleodutos.

Nos últimos cinco anos, as ações da empresa tiveram um desempenho quase 30 pontos porcentuais abaixo da do índice S&P-500. No mês passado, a Precision Castparts anunciou que seu lucro no trimestre abril/junho ficou 17% abaixo do lucro do mesmo período de 2014, não alcançando a expectativa dos analistas. O executivo-chefe da companhia, Mark Donegan, disse que a demanda pelos produtos da empresa continuava "deprimida", especialmente entre os clientes do setor de petróleo e gás. Cerca de um quarto da receita da empresa vêm dos mercados de geração de energia e ela havia identificado o setor de petróleo e gás como um mercado para crescer, mas a queda recente dos preços do petróleo prejudicou essa perspectiva.

Já faz muito tempo que Buffett vinha dizendo que pretendia fazer grandes aquisições para a Berkshire Hathaway, mas ele frequentemente reclamava da falta de alvos a preços atraentes.

O analista Cliff Gallant, da Nomura Securities, disse que a Precision Castparts "parece ser o tipo de empresa que se encaixaria bem na carteira de companhias da Berkshire. Seu negócio é ajudar outras empresas a terem sucesso, assim como uma ferrovia, ou uma empresa de energia ou uma distribuidora de alimentos". Ele acrescentou que a possível compra da Precision Castparts num momento em que suas ações estão em baixa "é uma jogada clássica da Berkshire".

Até agora, a maior aquisição feita pela Berkshire foi a compra da participação da 77% que ela não controlava da ferrovia Northern Santa Fé por US$ 26 bilhões, em 2010. Mais recentemente, ele fez parceria com a empresa de investimentos brasileira 3G Capital para negócios no setor de alimentos, inclusive a compra, em 2013, da empresa de temperos HJ Heinz, por US$ 23 bilhões, com a subsequente fusão dessa empresa com o Kraft Foods Group, em julho. Com receita anual de quase US$ 200 bilhões, a Berkshire precisa fazer grandes aquisições para aumentar seus lucros. Na última sexta-feira, o conglomerado informou que seu lucro no segundo trimestre caiu 37% em comparação com o mesmo período do ano passado.

A Berkshire vem aumentando sua participação na Precision Castparts há dois anos. Em 30 de março, essa participação era avaliada em US$ 814 milhões.

Uma das aquisições recentes da Berkshire no setor industrial foi a compra, em 2011, da indústria de produtos químicos especializados Lubrizol, por US$ 9 bilhões; entre outras aquisições feitas nos últimos dez anos estão a Iscar e o Marmon Group. Buffett também tem participações significativas em empresas como Coca-Cola, American Express, IBM e Wells Fargo. Fonte: Dow Jones Newswires.