GasBrasiliano avalia que crise deve reduzir demanda por gás natural em 8% em 2015

Economia

GasBrasiliano avalia que crise deve reduzir demanda por gás natural em 8% em 2015

Redação Folha Vitória

Sertãozinho - O impacto da crise econômica nas indústrias e nos consumidores residenciais deve reduzir em 8% a demanda pelo gás natural comercializado pela GasBrasiliano em 2015, o correspondente a uma oferta diária menor em 60 mil metros cúbicos. Como o metro cúbico do gás natural é comercializado em torno de R$ 1, a companhia deve amargar uma perda de receita próxima a R$ 22 milhões neste ano.

"A queda na demanda é puramente em função da economia, que patinou, já que a nossa tarifa só aumenta em dezembro de 2015 e praticamos a mesma tarifa nos últimos três anos", disse Walter Fernando Piazza Júnior, diretor-presidente da subsidiária da Petrobras, concessionária de gás em 375 municípios nas regiões Central, Norte, Nordeste e Oeste de São Paulo "A única saída é reduzir custos e apertar os cintos."

Piazza evitou fazer previsões sobre os impactos da recente disparada do dólar nos preços do gás natural, importado da Bolívia. Ele lembra que o insumo tem paridade com o preço do petróleo, que teve forte recuo nos últimos meses. "Não sei dizer qual a perspectiva", concluiu Piazza, durante a Fenasucro, em Sertãozinho (SP).