Liderança do governo encaminha pedido contra o adiamento da votação da TLP

Economia

Liderança do governo encaminha pedido contra o adiamento da votação da TLP

Redação Folha Vitória

Brasília - Após o encerramento das discussões sobre a criação da Taxa de Longo Prazo (TLP), a oposição apresentou requerimento de adiamento da votação da Medida Provisória (MP). O autor do pedido foi o senador Paulo Rocha (PT-PA). A votação será nominal.

Trata-se de mais uma manobra para tentar obstruir os trabalhos. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), já encaminhou o voto contrário da base ao adiamento da votação. "A mesa não deveria nem receber esse requerimento, pois ele tem o condão de sepultar a Medida Provisória", afirmou Jucá.

O governo corre contra o tempo para aprovar a MP que cria a nova taxa de juros que balizará empréstimos do BNDES. O texto precisa ser votado na comissão mista e nos plenários da Câmara e do Senado até 6 de setembro, ou ela vai expirar.

A previsão de Jucá é levar o texto ainda nesta quarta-feira para votação no plenário da Câmara. Mas até a terça à noite esse acordo ainda não havia sido costurado com o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como mostrou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.