• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nova meta é tentativa para que não haja aumento de impostos, diz líder do governo

Economia

Nova meta é tentativa para que não haja aumento de impostos, diz líder do governo

Brasília - O líder do governo no Congresso Nacional, deputado André Moura (PSC-SE), disse nesta terça-feira, 29, que a ampliação da previsão de rombo fiscal para este e o próximo ano é o que o governo pode fazer para evitar aumento de tributos. O parlamentar também criticou a oposição por obstruir os trabalhos, o que para ele demonstra falta de responsabilidade com o País. "Nova meta fiscal é tentativa para que não haja aumento de impostos", afirmou Moura.

Segundo o líder, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) precisa esperar o fim da sessão do Congresso Nacional que está apreciando vetos presidenciais que trancam a pauta para, só então, deliberar sobre a mudança nas metas. O governo pediu autorização para fazer déficits maiores, de R$ 159 bilhões neste e no próximo ano, ante previsão inicial negativa em R$ 139 bilhões para 2017 e R$ 129 bilhões para 2018.

André Moura já alertou, no entanto, que há a possibilidade real de o governo levar o projeto que altera as metas para votação diretamente no plenário do Congresso. "Queremos respeitar o trabalho da comissão, mas há precedente regimental para isso", frisou.

Questionado se a estratégia do governo seria já levar o projeto para o plenário caso a CMO não consiga votar a matéria ainda nesta terça, o líder disse apenas que o tema "está em discussão". "A expectativa é votar ainda hoje (a mudança na meta)", afirmou.