• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Banestes anuncia lucro de R$ 109 milhões no primeiro semestre e mudanças no 'Banescard'

Economia

Banestes anuncia lucro de R$ 109 milhões no primeiro semestre e mudanças no 'Banescard'

O lucro líquido do segundo trimestre foi de R$ 46 milhões, 21% a menos no comparativo com o segundo trimestre de 2018 e 28% inferior ao primeiro trimestre de 2019

Foto: Reprodução

Representantes do Banestes estiveram no Palácio Anchieta, nesta terça-feira (13), para a apresentação dos resultados do banco, no primeiro semestre de 2019. O banco teve lucro líquido de R$ 109 milhões, com crescimento de 34,2% em relação ao primeiro semestre de 2018. O cumulativo dos últimos 12 meses é de R$ 209 milhões.

Mudanças no Banescard

Segundo Amarildo, o cartão Banescard terá parcerias para competir com outras bandeiras no mercado. "Por ser uma marca própria do Banestes, a gente tem algumas limitações na briga com as grandes bandeiras, que são Visa, Master, Elo [...] então temos um dificultador para entrar em alguns mercados. As mudanças que estamos fazendo é pra gente modernizar o nosso cartão, colocar uma bandeira no cartão, mas ele vai continuar sendo o Banescard. Nós não vamos abandonar essa marca, porque é uma marca muito forte do Banestes [...] pelo contrário, a gente quer fortalecer essa marca, para que o cliente possa ter uma melhor experiência, com um cartão pleno, em que ele possa utilizar não apenas aqui no estado, mas em qualquer lugar do Brasil e do mundo". 

Resultados

O lucro líquido do segundo trimestre foi de R$ 46 milhões, 21% a menos no comparativo com o segundo trimestre de 2018 e 28% inferior ao primeiro trimestre de 2019. O resultado operacional do banco também apresentou recuo de 29,4%, fechando em R$ 69 milhões. O repasse do banco ao Governo do Estado é de R$ 40,5 milhões. 

A carteira de crédito comercial registrou o saldo de R$ 4,2 bilhões, com crescimento de 3,8% em relação ao trimestre anterior. Deste total, R$ 1,6 bi foram destinados a pessoas jurídicas, sendo 87,9% para micro e pequenas empresas. O presidente do Banestes, Amarildo Casagrande, afirmou que a ampliação de crédito é uma meta para o banco, mesmo com a atual economia do país. 

"A gente busca ampliar nossa carteira de crédito, mas sempre dentro do risco controlado [...] mesmo com a economia do jeito que está. Neste momento, a gente não pode parar, principalmente por ser um banco estadual, a gente não pode parar de ofertar o crédito, sempre com muita cautela, para que a economia continue girando. O banco tem um papel fundamental na economia", disse.

Crédito para o produtor rural

O presidente do banco falou também sobre os investimentos futuros e a criação de uma linha de crédito específica para a produção rural. "O desafio é continuar crescendo com responsabilidade. Temos um segundo semestre bastante desafiador. Continuar crescendo no crédito. Vamos abrir uma linha de crédito para investimento na área rural, para implementos agrícolas. Temos feito convênios com algumas empresas de implementos, para que a gente possa financiar o produtor, que está carente de uma linha de investimento".