Seguradoras aprovam flexibilização do seguro de automóveis

Economia

Seguradoras aprovam flexibilização do seguro de automóveis

Novas regras do setor permitem, por exemplo, contratar seguro do automóvel contra furto, sem colisão, por exemplo

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Crea Park por Pixabay

As novas regras que flexibilizam e simplificam os seguros de automóvel, com início previsto para 1º de setembro, foram recebidas com otimismo pela Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), após o segmento ficar praticamente estagnado no primeiro semestre deste ano. 

Dados da FenSeg mostram que o volume de prêmios do segmento de seguros auto foi de R$ 17,5 bilhões no primeiro semestre deste ano, crescimento real (descontada a inflação) de 0,2% frente ao mesmo período do ano passado. O mercado vem se recuperando gradativamente da pandemia.

Publicada nesta sexta-feira, 13, pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), as novas regras do setor permitem, por exemplo, contratar seguro do automóvel contra furto, sem colisão, por exemplo. 

A vantagem é ter um seguro mais barato. Também é possível contratar um seguro sem ter um carro, vantagem para motoristas de aplicativos e carros alugados.

Segundo o presidente da FenSeg, Antonio Trindade, o normativo traz benefícios "significativos" para o consumidor e para o mercado de seguros como um todo.

"A circular estimula a criação de novos produtos, com claro ganho de eficiência. O resultado é o aumento da competitividade e da inovação no segmento", afirma Trindade.

A FenSeg destacou alguns pontos como a possibilidade de contratação do seguro de responsabilidade civil facultativa, em nome do condutor, sem a vinculação com um veículo específico. Também destaca a possibilidade de criar "combos" de coberturas, abrangendo outras situações de riscos do veículo.