Telefónica paga mais de R$ 21 bilhões e compra a GVT

Economia

Telefónica paga mais de R$ 21 bilhões e compra a GVT

Vivendi, grupo francês que controla a empresa brasileira de Telecom, receberá R$ 14 bilhões em dinheiro e participações em empresas brasileira e italiana

Empresa brasileira é vendida por R$ 21,8 bilhões Foto: Divulgação

A empresa brasileira de telecomunicações GVT foi comprada pela espanhola Telefônica. O negócio, que rendeu ao grupo francês Vivendi, proprietário da GVT, 7,2 bilhões de euros (21,81 bilhões de reais), será concluído em meados do ano que vem.

Após a finalização da compra, a Telefónica deverá incorporar a empresa de banda larga à Vivo e criar o maior grupo de telecomunicações do país.

O pagamento será feito com participação acionária de 7,4% na Telefônica Brasil (holding que abrigará Vivo e GVT) e R$ 14,11 bilhões em dinheiro, além de ficar com a fatia na Telecom Italia, que corresponde a 8,3% do capital com direito a voto (5,7% do total do capital da empresa italiana). 

A Telefônica Brasil afirmou à Comissão de Valores Mobiliários que poderá financiar o pagamento da parcela em dinheiro do negócio com um aumento de seu capital social. Com a realização do negócio, a empresa espera uma movimentação no país de pelo menos 4,7 bilhões de euros.

Sociedade e concorrência

A aquisição das ações da Telecom Itália pela Vivendi e uma futura conversão do restante das ações em bônus colocará fim ao conturbado relacionamento de sete anos entre as empresas italiana e espanhola. 

A Telefónica é a maior acionista da Telecom Italia, mas as duas empresas competem no Brasil: uma controla a Vivo e a outra, a TIM Participações no país.

Pontos moeda