Edemir: no ambiente atual, aberturas de capital ficam cada vez mais distantes

Economia

Edemir: no ambiente atual, aberturas de capital ficam cada vez mais distantes

Redação Folha Vitória

São Paulo - Novas aberturas de capitais na bolsa brasileira ficam cada vez mais distantes no ambiente atual, de acordo com o presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto. Oportunidades existem ainda este ano, segundo o executivo, somente para ofertas de ações de esforços restritos voltada a investidores qualificados, como a da Valid essa semana.

"A perda de grau de investimento pela S&P foi muito ruim para o mercado de capitais brasileiro. É muito difícil termos aberturas de capital neste ambiente ainda este ano. As ofertas ficam cada vez mais distantes", disse Edemir, a jornalistas, durante evento de premiação, em São Paulo.

Sobre as ofertas de ações de esforços restritos, o presidente da BM&FBovespa lembrou que a operação de R$ 400 milhões da Valid, que ocorreu esta semana, foi a segunda tentativa de aplicar este modelo e que outras podem ocorrer ainda neste ano. Antes dela, a Restoque fez uma tentativa em dezembro do ano passado, mas não teve sucesso.

"Foi a segunda tentativa, mas deu certo, mostrou que há potencial para esse tipo de oferta mais simplificada e voltada a investidores qualificados. Em um ambiente desafiador, é importante contarmos com investidores qualificados", afirmou Edemir.

O executivo citou ainda a importância de um mercado de derivativos bem definido e regulado no contexto atual, com volatilidade nos mercados. Acrescentou, porém, que o segmento não tende a compensar um menor movimento no setor de ações.