Força Sindical: 'Decisão do Copom coloca uma pá de cal na atividade econômica'

Economia

Força Sindical: 'Decisão do Copom coloca uma pá de cal na atividade econômica'

Redação Folha Vitória

Brasília - A Força Sindical criticou a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de manter a taxa de juros Selic em 14,25% ao ano. Em nota divulgada nesta noite de quarta-feira, 2, o presidente da Força, Miguel Torres, afirma que a decisão do Copom "é um escândalo e coloca uma pá de cal na atividade econômica".

Na nota, a entidade destaca o resultado do PIB acumulado neste ano, que já registra um recuo de 2,1%, e da produção industrial, que de janeiro a junho também acumula queda de 6,6%.

"Paradoxalmente, o governo derruba a atividade econômica, os empregos e fecha empresas. Mas, por outro lado, injeta anabolizante no setor financeiro, que está crescendo", critica a Força na nota.

A entidade defende mudanças na política econômica, com adoção de medidas que estimulem o crescimento e potencializem os setores para que o País saia da crise. "A austeridade, cânon dos ortodoxos, beneficia um grupo seleto e prejudica a grande maioria da sociedade. O ciclo vicioso do corte de gastos, da queda de crescimento e de arrecadação e o agravamento dos resultados fiscais demonstram a 'barbeiragem' do governo."