Leilão de sobras fica para novembro, informa Anatel

Economia

Leilão de sobras fica para novembro, informa Anatel

Redação Folha Vitória

Brasília - O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, afirmou nesta quarta-feira, 16, que o leilão de sobras de faixas do espectro eletromagnético, que estava previsto para o fim de outubro, deve atrasar e ser realizado somente em novembro. Segundo ele, a assinatura dos contratos e, consequentemente, os pagamentos pelas outorgas devem ocorrer somente em 2016.

"Houve alguns atrasos durante o processo de confecção do edital e ainda esperamos a análise do Tribunal de Contas da União (TCU). Com certeza, não vai dar tempo de realizarmos o leilão ainda em outubro", admitiu após participação em audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara.

O leilão de sobras inclui parte da faixa de 2,5 GHz que não foi vendida no certame de 4G de 2012 que será dividida em faixas municipais voltadas para pequenos provedores oferecerem banda larga fixa de alta velocidade. Embora os preços não tenham sido divulgados, a expectativa é de que os valores das outorgas serão baixos, com exceção das licenças para grandes metrópoles. Além disso, o leilão também incluirá a venda da faixa de 1,8 GHz na região metropolitana de São Paulo, que era ocupada pela extinta Unicel. Esse lote deve ser o mais caro da disputa.