Opep reduz previsão para oferta de petróleo da concorrência em 2015

Economia

Opep reduz previsão para oferta de petróleo da concorrência em 2015

Redação Folha Vitória

Paris - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu sua projeção para a oferta de concorrentes em 2015, em uma indicação de que a queda nos preços da commodities está afetando os produtores nos EUA, onde o óleo de xisto teve forte expansão nos últimos anos, e em outros países.

Em relatório mensal divulgado hoje, a Opep cortou sua previsão para a oferta de países que não pertencem ao cartel em 2015 em 72 mil barris por dia (bpd), a 880 mil bpd, devido à produção menor do que se esperava nos EUA.

"A produção dos EUA tem dados sinais de desaceleração", afirmou a Opep no documento. "Isso pode contribuir para uma redução no desequilíbrio dos fundamentos do mercado de petróleo. No entanto, ainda é preciso ver até quanto isso posse ser atingido nos próximos meses."

A Opep elevou a demanda para seu próprio petróleo este ano em 400 mil bpd, a 29,3 milhões de bpd. O número é 2,2 milhões de bpd menor do que a produção do grupo no mês passado.

O cartel, que tem a Arábia Saudita como líder, também revisou para cima a previsão de alta na demanda por petróleo, para 1,46 milhão de bpd, uma taxa mais forte que a anterior, graças principalmente ao crescimento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que é formada por economias desenvolvidas.

Por outro lado, a Opep cortou sua projeção de aumento na demanda em 2016, a 1,29 milhão de bpd, em função da desaceleração econômica da China e da América Latina.

Com as revisões, a Opep calcula o consumo total de petróleo em 92,79 milhões de bpd em 2015 e 94,08 milhões de bpd no próximo ano.

A Opep, que é responsável por um terço da produção mundial, informou também que bombeou 31,54 milhões de bpd em agosto, 13.200 bpd a mais que em julho, graças à ampliação dos resultados da Nigéria, Arábia Saudita e Kuwait.

A Arábia Saudita, maior exportador mundial de petróleo, informou à Opep que produziu 10,265 milhões de bpd no mês passado, ante 10,361 milhões de bpd em julho. De acordo com fontes secundárias, no entanto, a produção saudita teria subido um pouco, de 10,332 milhões de bpd para 10,362 milhões de bpd. Fonte: Dow Jones Newswires.