Opep prevê que encontro na Argélia será 1º passo para acordo sobre produção

Economia

Opep prevê que encontro na Argélia será 1º passo para acordo sobre produção

Redação Folha Vitória

Argel - O encontro informal que grandes produtores de petróleo terão amanhã na Argélia será o primeiro passo para um futuro acordo, afirmou o secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammad Barkindo.

Nesta quarta-feira, integrantes da Opep terão conversas informais em Argel, que ocorrerão às margens de uma conferência de energia, para discutir um possível congelamento ou redução na produção de petróleo.

Alguns países tinham a esperança de que o encontro poderia levar a um acordo. Barkindo, no entanto, disse que "essas consultas são os blocos de construção necessários para alcançar um consenso".

Barkindo também afirmou que é muito cedo para dizer se as conversas levarão a um pacto definitivo quando a Opep fizer sua reunião formal em Viena, em 30 de novembro.

Segundo Barkindo, porém, houve "progresso desde Doha", quando uma reunião na capital do Catar acabou fracassando, após a Arábia Saudita se recusar a excluir o Irã de um acordo de congelamento coletivo.

Barkindo disse ainda que a Rússia, que não pertence à Opep, não participará do encontro desta quarta.

Para Barkindo, mais de 340 milhões de barris de petróleo terão de deixar de ser produzidos para que os mercados se reequilibrem. De acordo com fontes ouvidas pela Dow Jones Newswires, a Opep planeja discutir amanhã uma proposta para cortar sua produção em 350 milhões de barris ao longo de um ano, o que corresponderia a quase 1 milhão de barris por dia. Fonte: Dow Jones Newswires.