Principais think tanks alemães reduzem perspectiva de crescimento para 2017

Economia

Principais think tanks alemães reduzem perspectiva de crescimento para 2017

Redação Folha Vitória

Frankfurt - Os principais think tanks da Alemanha elevaram suas projeções para o crescimento do país em 2016, mas reduziram as expectativas para 2017.

Em um relatório conjunto, os institutos Ifo, RWI, DIW, IWH e IfW elevaram de 1,6% para 1,9% a expansão do Produto Interno Bruto (PIB)em 2016, mas reduziram a expectativa para 2017 de 1,5% para 1,4%.

O impulso "moderado" neste ano é causado por um mercado de trabalho sólido e consumo inflamado, diz o documento. Por outro lado, a saída do Reino Unido da União Europeia tem potencial de pesar sobre a economia.

O relatório confirmou que a economia alemã está "robusta", afirmou o ministro da Economia, Sigmar Gabriel.

Os think tanks também previram que o superávit orçamentário deve cair a 20,1 bilhões d euros este ano, de 22,6 bilhões no ano passado. Para 2017 e 2018, essa folga deve ser reduzida a 13,7 bilhões e 16 bilhões, respectivamente. O superávit em conta corrente deve chegar a 8,8% do PIB este ano, mas ceder a 8,4% em 2018. Fonte: Dow Jones Newswires.