• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Rede Construir: a maior do Brasil é a mais lembrada no ES

Marcas ÍCONES 2020

Economia

Rede Construir: a maior do Brasil é a mais lembrada no ES

Atualmente, a Rede Construir conta com 27 unidades no Espírito Santo

Foto: Cloves Louzada

A Rede Construir é um grupo formado por grandes empresas do ramo do varejo de materiais de construção. É a maior rede do Brasil, com mais de 240 lojas nos estados da Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo.

A organização da rede no Espírito Santo teve início a partir da necessidade de pequenos e médios empresários do comércio varejista de material de construção em desenvolver mecanismos competitivos para lutar nas mesmas condições com grandes lojas do setor.

A associação tornou possível oferecer preços competitivos, formas de pagamentos diferenciadas e assistência técnica dos fabricantes, além de padronizar produtos e atendimento, melhorando como um todo o serviço prestado aos clientes.

Atualmente, a Rede Construir conta com 27 unidades no Espírito Santo, nas cidades de Baixo Guandu, Cariacica, Colatina, Fundão, Guarapari, Itaguaçu, João Neiva, Marilândia, Santa Teresa, São Roque do Canaã, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória. O Centro de Distribuição da rede está localizado na Serra e atende a todos os associados.

“Ninguém esperava tudo o que aconteceu neste ano. Tínhamos boas perspectivas, até de crescimento, mas, com a chegada da pandemia, imediatamente veio um sentimento de cautela, de achar que poderia haver uma queda brusca nas vendas. Os próprios fornecedores também se comportaram assim, e muitos deles deram férias coletivas a seus funcionários ou entraram nos programas de governo de redução de jornada. Todo mundo se planejou para uma queda, mas, na realidade, não foi isso que aconteceu. Ao contrário, a demanda aumentou muito, e as indústrias não estavam preparadas. Isso gerou um problema que estamos vivendo ainda hoje, que é a grande falta de produtos. Felizmente, temos o nosso Centro de Distribuição e, provavelmente, estamos sofrendo um pouco menos do que se cada um de nós estivesse separado”, comenta o presidente da Rede Construir, Alex Kill, sobre o ano atípico que está sendo 2020.

De acordo com ele, a demanda dos meses de junho, julho e agosto foi muito superior do que haviam planejado. A despeito da crise que muitos segmentos vivenciaram e ainda vivem neste momento, o de material de construção parece ter vivido recentemente o oposto, um pico de crescimento. “Agora começamos a entrar na normalidade novamente, com resultados talvez melhores do que os do ano passado, mas não como os dos meses de junho a agosto”, ressalta Alex.

Com as pessoas mais tempo em casa, nunca antes se cuidou tanto do lar como agora. O reflexo disso é o aumento das vendas de inúmeros itens, principalmente materiais de acabamento. “Mas o consumidor não abriu mão de querer qualidade e bons preços. Para comprar, ele está pesquisando”, ressalta o presidente da rede no Espírito Santo.

Para 2021, as expectativas da rede são as melhores possíveis. Um cenário bastante positivo se abre com o fortalecimento da construção civil. “O próprio governo federal, para sair dessa recessão momentânea, já anunciou alguns projetos, como o programa Casa Verde e Amarela, e a redução de juros. Isso acaba incentivando a construção civil, que é o motor principal da economia. Se a construção civil está bem, todo mundo está bem, porque ela emprega uma cadeia muito grande, do pedreiro até as indústrias”, afirma Alex.

Ser uma marca ícone, para a rede, é consequência de muito trabalho. Com lojas em bairros, a proximidade com o cliente é grande, o que gera um ambiente familiar, promovendo uma ligação mais íntima entre associado, funcionários e clientes. Isso além das boas campanhas, variado mix de produtos e preços atrativos. “Essa lembrança é muito importante, pois mostra que estamos no caminho certo. Traz também uma responsabilidade muito grande de saber que o consumidor confia na gente. É cada vez mais nossa obrigação trazer sempre inovação, ideias, produtos e fornecedores novos. Relacionamento, no nosso caso, é fundamental. Ganhar um prêmio como Marcas Ícones é um privilégio muito grande porque mostra que o consumidor confia na marca.”

Atualmente, os investimentos da Rede Construir em comunicação e marketing dividem-se basicamente entre TV, rádio e mídias sociais, sempre com inovação e geração de conteúdo, o que tem colaborado bastante para o reconhecimento da empresa numa pesquisa de lembrança de marca. Há ainda estudos para a implantação do e-commerce da rede, mas as vendas por meio das redes sociais neste período de pandemia foram uma grata surpresa. “Aumentou muito a venda por WhatsApp, por exemplo. As lojas se adequaram rapidamente a essa mudança de comportamento, que veio para ficar, já que, de certa forma, traz muita comodidade ao cliente. A gente tinha percepção de que faria isso no futuro, mas o futuro foi antecipado. Estamos agora andando um pouco mais rápido para fazer as adequações e tornar tudo mais profissional, porque foram mudanças muito de momento, provisórias, para atender a necessidade do cliente”, conta o presidente da Rede Construir.

A Rede Construir do Espírito Santo é muito bem avaliada nacionalmente e muito bem vista pelos fornecedores, principalmente por ser muito fiel a eles. “Nossos fornecedores são parceiros que confiam no nosso trabalho. E nossos associados têm cada vez mais economia e agilidade com a Rede Construir, pois podem contar com uma marca forte e consolidada que vai proporcionar a eles um variado mix de produtos, melhores preços e condições, treinamento constante por parte dos fornecedores para os colaboradores das lojas e um centro de distribuição para repor as mercadorias rapidamente.”