• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

OCDE aponta piora nas perspectivas para o Brasil

Economia

OCDE aponta piora nas perspectivas para o Brasil

Lima, Peru, 11/10/2015 - As perspectivas para a economia do Brasil e da Rússia têm apresentado "deterioração significativa", segundo o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurría, em declaração apresentada ao Comitê Monetário e Financeiro Internacional (IMFC, na sigla em inglês), órgão máximo que dá as diretrizes políticas para o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Gurría ressalta na declaração da OCDE que a economia mundial deve ter em 2015 o quinto ano consecutivo com redução nas taxas de crescimento. Nos emergentes, destaca que as situações são divergentes. Enquanto a Índia é o destaque positivo, com previsão de crescimento superior a 7% este ano e no próximo, a economia chinesa desacelera.

Nos países desenvolvidos, Estados Unidos e Reino Unido devem ter os ritmos mais fortes de expansão. "No geral, em 2016, o crescimento global será liderado pela contínua recuperação nas economias avançadas", afirma Gurría no documento.

Duas importantes fontes de incerteza permanecem. A primeira é uma desaceleração da China em patamar maior do que o previsto, o que afetaria a atividade econômica de vários países e os fluxos internacionais de comércio. A segunda fonte de preocupação é que uma deterioração adicional nos emergentes pode desencadear turbulência no mercado financeiro internacional e, por sua vez, ter impacto na atividade dos países desenvolvidos. (As informações são do jornal O Estado de S.Paulo)