• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em fórum no ES, Maia defende reforma administrativa para melhorar eficiência dos servidores

Economia

Em fórum no ES, Maia defende reforma administrativa para melhorar eficiência dos servidores

O presidente da Câmara dos Deputados também disse que acredita que há chance de que os estados sejam incluídos na reforma da previdência

Foto: Gustavo Fernando
Felipe Rigoni, Renato Casagrande e Rodrigo Maia participaram do fórum nesta quinta-feira 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta quinta-feira (31), durante evento em Vitória, mudanças nas leis que regulamentam a atuação de servidores públicos no Brasil, para melhorar sua produtividade e eficiência.

Durante o primeiro painel do 7º Fórum Liberdade e Democracia, promovido pelo Instituto Líderes do Amanhã, Maia afirmou que já está fazendo uma reforma administrativa na Câmara e que aguarda o texto da reforma do Governo Federal nessa área.

"Até março a reforma da Câmara está pronta, mas aquela que tem o maior impacto é a do governo, que também vai impactar o Judiciário, pelo que eu vi hoje nos jornais. A gente precisa receber a proposta para avaliar o que o governo encaminhou, se nós concordamos ou achamos que é outro caminho, para enfrentar a falta de produtividade e de eficiência do serviço público brasileiro hoje", destacou o presidente da Câmara.

Rodrigo Maia também falou sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) paralela em tramitação no Senado Federal, que estende a reforma da previdência para estados e municípios. O assunto foi retirado da reforma da previdência quando o texto passou pela Câmara, mas o presidente da Casa acredita que a PEC paralela pode ser aprovada pelos deputados, caso ela venha fortalecida do Senado.

"Para que ela tenha apoio na Câmara, ela precisa sair do Senado com mais votos do que o texto principal da PEC que foi aprovada. Precisa ter mais de 60 votos. Precisa ter os votos dos senadores de esquerda vinculados aos governadores", frisou Maia.

Leia também:

>> 'Geram instabilidade para o país', diz Rodrigo Maia sobre postagens e videos do presidente Bolsonaro

>> Em fórum no ES, Maia alerta lideranças sobre riscos quando a base transfere renda para o topo

Quem também participou da abertura do fórum foi o deputado federal capixaba Felipe Rigoni, que falou sobre mudanças que defende nos programas assistenciais do Governo Federal, chamadas de reforma social.

"[Defendemos] Uma remodelagem do Bolsa Família, para ele ficar melhor, mais eficiente e mais atualizado, e que as pessoas tenham uma porta de saída e de reentrada, caso elas caiam numa rede de vulnerabilidade novamente; e um pilar de inclusão produtiva, ou seja, como é que a gente pode fazer com que empresas do setor privado e a educação se integrem para fazer cursos profissionalizantes e já integrem as pessoas no mercado de trabalho. Nós estamos remodelando o abono, o salário família, o seguro desemprego e o FGTS para tornar eles mais perceptíveis para as pessoas e para que a pessoa entenda que ela está ganhando aquele benefício por conta do trabalho que ela está fazendo", ressaltou o deputado.

Já o governador Renato Casagrande, que também participou do fórum, falou sobre a defesa da democracia como caminho para reduzir desigualdades. "Nós temos aqui pessoas que vão debater temas muito necessários. É só ver o que tem acontecido nessas últimas horas no Brasil para saber como é importante os democratas se reunirem e fazerem a defesa da democracia. Mais do que isso, as reformas que estão sendo implementadas nesse país e que precisam de ter um foco, que é a redução da desigualdade, das injustiças que nós temos nesse país. E os temas colocados aqui são temas que apontam na direção da retomada do crescimento e que apontam na inserção também do nosso estado nesse debate nacional", afirmou o governador.