Após ajuste ao IPCA-15, Itaú revisa projeção do IPCA para 3,1% em 2017

Economia

Após ajuste ao IPCA-15, Itaú revisa projeção do IPCA para 3,1% em 2017

Redação Folha Vitória

São Paulo - O Itaú Unibanco revisou mais uma vez a sua previsão para o IPCA em 2017, de 3,2% para 3,1%. Em apresentação feita nesta quinta-feira, 23, pela equipe de economistas do banco, por volta das 13h, foi divulgado que a projeção era de 3,2%, levemente abaixo da estimativa de 3,3% publicada em relatório do dia 7 de novembro. Depois, após um ajuste considerando o resultado do IPCA-15 deste mês, divulgado hoje pelo IBGE, a instituição financeira informou que a previsão para este ano passou a ser de 3,1%. A projeção para 2018 segue em 3,8%.

O IPCA-15 registrou variação de 0,32% em novembro, resultado que ficou abaixo da projeção do banco, de 0,37%. Com isso, a taxa em 12 meses subiu para 2,77%, após ter atingido 2,71% em outubro.

"A principal contribuição de alta no mês veio do grupo habitação (0,21 ponto porcentual), refletindo pressões nos preços da energia elétrica e do gás de cozinha. Por outro lado, os grupos alimentação e artigos de residência registraram taxas negativas. O maior desvio em relação à nossa estimativa veio dos serviços, com destaque para o indicador subjacente", explicou o economista Elson Teles, que assina relatório do banco que informa a revisão.