E-commerce no ES está abaixo da média nacional; veja como abrir uma loja virtual

Transformação Digital

Economia

E-commerce no ES está abaixo da média nacional; veja como abrir uma loja virtual

A cada 100 visitas em uma loja virtual no Espírito Santo, apenas 1,2 delas termina em compra. Gestor em e-commerce fala nas potencialidades das lojas virtuais

Lucas Henrique Pisa

Redação Folha Vitória
Foto: Creative Commons
E-commerce é uma modalidade de negócio comercializada na internet que cresce no Brasil

Imagine escolher um par de tênis na internet, e quando chegar na loja física o calçado já está separado para você provar e comprar. Fazer negócio diretamente na internet. Este é o mundo do e-commerce, o comércio eletrônico, tendência de mercado que cresce no mundo.

Foto: Lucas Henrique Pisa/TV Vitória
Nas compras na web, 32% são pelo celular

De acordo com a E-commerce Radar Altas 2017, no Espírito Santo, a média de compras por lojas virtuais ainda é baixo, menor do que a média nacional, e representa 1,2% de todas as visitas a um e-commerce. Isso quer dizer que a cada 100 visitas, 1,2 usuário realiza uma compra. A média nacional é de 1,4%.

Como aplicar o e-commerce na micro e pequena empresa. Assista:

Pro outro lado, por ser um modelo de negócio novo, o e-commerce está propenso a erros. "Os levantamentos que já foram feitos sobre o comércio virtual apontam que os problemas que existem no meio físico se repetem no ambiente virtual. Este é um modelo novo. A média de idade das lojas online no Brasil é de apenas quatro ou cinco anos, por isso, tem ainda muita coisa para ser testada", afirma o gestor em comércio virtual, André Scandiani.

O passo a passo para ter sua loja na internet. Ouça:

Tutorial: seu negócio na web

Back do basic

Foto: Lucas Henrique Pisa/TV Vitória
Palestra reuniu empreendedores capixabas para discutir os desafios do comércio virtual no ES

Durante palestra, na tarde desta segunda-feira (26), em Vitória, o gestor aponta que para uma loja virtual gerar lucro, o empreendedor precisa investir em características básicas da internet.

"O importante é fazer o básico bem feito. Vou dar um exemplo: a maior barreira para o empreendedor montar uma loja virtual é fotografar e cadastrar produtos. Um item básico e essencial. Outro ponto importante é estar no Google Business, por exemplo. Uma funcionalidade gratuita e que traz retorno para a empresa", analisa Scandini.

As lojas físicas podem fechar e migrar para a web? Assista a análise:

Leia também:

"Padrão capixaba de atendimento": como ele prejudica os negócios no ES

Inteligência artificial para pequenas empresas: é possível?

Como a inovação disruptiva está mudando os padrões de consumo

Plugue-se

A palestra faz parte do evento promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Indústrias no Espírito Santo (Sebrae-ES), o Plugue-se, que vai até o dia 30 de novembro. Uma série de palestras com especialistas no meio empresarial e tecnológico, que irão esclarecer dúvidas e apontar soluções para as micro e pequenas empresas capixabas.

O evento é aberto ao público. Acesse o site e verifique em quais palestras ainda há vagas. Também existe a opção de acompanha-las online.