Gestora ambiental alerta: "Não podemos usar sustentabilidade como oportunismo"

Transformação Digital

Economia

Gestora ambiental alerta: "Não podemos usar sustentabilidade como oportunismo"

A também bióloga critica o modelo de negócio oferecido pela maioria das grandes empresas, em que o descarte de produtos é quase imediato

Lucas Henrique Pisa

Redação Folha Vitória

O Brasil precisa cumprir 17 metas estipuladas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para atingir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), na Agenda 2030. De acordo com especialistas, dificilmente o País chegará lá.

Foto: Francine Leite/TV Vitória
Para a bióloga, sustentabilidade é conexão com meio ambiente, desenvolvimento e menos impacto

Mas, de "grão em grão", micro e pequenos empreendedores já vêem nesse desafio uma oportunidade. Como a startup capixaba que transforma resíduos de empresas em bolsas e carteiras. A bióloga e gestora ambiental, Andrèe de Ridder, conta que o modelo econômico atual é um desserviço ao meio ambiente.

Foto: Francine Leite/TV Vitória
Palestra realizada nesta quarta (28), em Vitória

"O modelo de economia linear vai totalmente contra qualquer princípio de conexão. Um modelo de exploração dos recursos naturais e descarte quase que imediato do que vestimos, comemos, bebemos, trabalhamos, estudamos", analisa.

Artigo: transformação digital para pequenos negócios

Para Andrèe, os problemas ambientais registrados nas grandes cidades, como enchentes e estiagens, por exemplo, são uma reação da falta de gestão e olhar para a sustentabilidade. A bióloga lembra que os reflexos são sentidos por toda a população.

"A crise hídrica é um reflexo da falta de gestão no ciclo da água. Uma falta de visão sistêmica. A água não vai acabar mas da forma que nós tratamos, ficará cada vez mais difícil torná-la limpa", defende.

O que sustentabilidade tem a ver com inovação? Assista:

Outro desafio para o crescimento econômico é o da mobilidade urbana. A gestora ambiental analisa: "A tendência é criar sistemas compartilhados de mobilidade urbana. Hoje, temos a necessidade de soluções do mercado para que as pessoas não dependam dos carros. Atualmente, existem aplicativos até para patinete. Especialistas indicam que no futuro as montadoras não irão vender carros, e sim soluções compartilhadas".

Empreendedorismo e sustentabilidade devem andar juntas. Ouça as dicas:

Empreender com sustentabilidade

Andrèe alerta, porém, para empresas que usam o discurso ambiental como oportunismo. "Não podemos tratar sustabilidade como oportunismo. Muita gente pega carona como uma moda, e não causa nenhuma mudança para a sociedade. Este é um pensamento que precisa ser mudado", completa.

Leia também:

Os negócios que levam acessibilidade a pessoas com deficiência

"Todos temos que estudar para sempre", diz professor em Vitória

Como deve ser o profissional do futuro

Plugue-se

A palestra faz parte do evento promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Indústrias no Espírito Santo (Sebrae-ES), o Plugue-se, que vai até o dia 30 de novembro. Uma série de palestras com especialistas no meio empresarial e tecnológico, que irão esclarecer dúvidas e apontar soluções para as micro e pequenas empresas capixabas.

O evento é aberto ao público. Acesse o site e verifique em quais palestras ainda há vagas. Também existe a opção de acompanha-las online.