• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

O Estado é o jornal mais admirado pela 12ª vez

Economia

O Estado é o jornal mais admirado pela 12ª vez

São Paulo - O jornal O Estado de S. Paulo foi escolhido, pela 12ª vez em 15 anos, o jornal mais admirado do País na pesquisa do Meio & Mensagem e do Grupo Troiano de Branding, que ouviu 1.055 pessoas, entre profissionais de agências de publicidade, executivos de grandes anunciantes e empresas de marketing. É o sexto ano consecutivo que o O Estado aparece na dianteira entre os jornais brasileiros.

O Índice de Prestígio de Marca (IPM), que define a lista dos veículos de comunicação mais admirados, é dividido em seis categorias (TV aberta, jornal, revista, TV por assinatura, rádio e internet).

De acordo com o presidente do Grupo Troiano de Branding, Jaime Troiano, em cada segmento são avaliados quesitos como qualidade do conteúdo, relação com as agências e eficácia percebida pelos anunciantes. "No caso dos jornais, o principal peso é a credibilidade do conteúdo", explica Troiano.

Entre os jornais, O Estado de S. Paulo foi seguido pela Folha de S. Paulo, pelo Valor Econômico, O Globo e Correio Braziliense. O IPM do jornal O Estado marcou 67,3, 3 pontos porcentuais à frente do segundo colocado. "Dos 15 anos da pesquisa, o Estado ficou em primeiro lugar 12 vezes, enquanto a Folha foi a primeira colocada três vezes", explica Troiano.

O presidente do Grupo Troiano, que criou a metodologia da pesquisa, distribuída como um questionário online pela Qualibest e veiculada pelo Meio & Mensagem, diz que o fato de as posições dos veículos não se alterarem muito ao longo dos anos é um sinal de que as empresas trabalham bem suas marcas. "As líderes sabem administrar seus atributos. É por isso que a lista dos primeiros colocados geralmente não se altera."

Outras categorias

A categoria que apresenta a maior distância entre o primeiro e o segundo colocados é a de televisão aberta. A Globo aparece com 84,2 pontos de Índice de Prestígio de Marca, contra 37,5 da Record. Neste segmento, diz Troiano, a principal mudança foi em relação ao SBT, que ganhou espaço, chegou a 37 pontos e está novamente encostado na vice-líder.

No setor de revistas, os primeiros lugares ficaram com Veja (59,1 pontos), Exame (53,3) e Época (40,1). Em TV por assinatura, a GNT liderou com 49,8 pontos, seguida de Globo News e SporTV. Em rádio, as melhores posicionadas foram CBN, Rádio Gaúcha e Band News.

Na área de internet, explicou Troiano, o principal peso ficou com o quesito inovação. Isso, segundo ele, ajuda a explicar a posição intermediária dos veículos informativos. Os líderes do setor foram Google e Facebook (ambos com 57,2 pontos). Entre os veículos tradicionais de comunicação, figuram na lista dedicada à web UOL (no 6º lugar) e Globo.com (8º). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.