Produção de milho deverá cair 8,6%, para 27,48 milhões de toneladas, diz Conab

Economia

Produção de milho deverá cair 8,6%, para 27,48 milhões de toneladas, diz Conab

Os técnicos da estatal relatam que, entre outros motivos, a menor rentabilidade, os altos custos e maior risco de produção são os mais citados para justificar a redução.

Redação Folha Vitória
Deve persistir a tendência observada nos últimos anos, de recuo na intenção de plantio do milho primeira safra Foto: Reprodução

São Paulo - A área plantada com milho primeira safra na temporada 2015/16 deverá ficar em cerca de 5,73 milhões de hectares, representando um decréscimo de 6,7% em relação à temporada passada (6,14 milhões de ha). A produção deverá cair 8,6%, para 27,48 milhões de toneladas (30,08 milhões de t em 2014/15). Conforme a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), deve persistir a tendência observada nos últimos anos, de recuo na intenção de plantio do milho primeira safra, perdendo espaço para a soja.

Os técnicos da estatal relatam que, entre outros motivos, a menor rentabilidade, os altos custos e maior risco de produção são os mais citados para justificar a redução.

Com relação à segunda safra do cereal, "ainda permanece acerca da indefinição sobre a área plantada em virtude das alternativas que serão definidas a partir do encerramento do plantio da soja", diz a Conab.

Houve atraso do plantio da soja na Região Centro-Oeste, particularmente em Mato Grosso, maior produtor nacional. "O encurtamento na janela do clima que essa situação provoca pode reduzir a área plantada ou aumentar o risco da lavoura para aqueles produtores que insistirem em plantar o cereal em março", explica a Conab.

Em contrapartida, o Paraná, segundo maior produtor nacional do cereal de segunda safra, foi favorecido por chuvas abundantes no início da atual temporada 2015/16. Por isso, os produtores acreditam que podem ganhar aproximadamente 15 dias na janela de plantio do milho, criando expectativas positivas para se alcançar bons níveis de produtividade nesta temporada.

A posição consolidada da área brasileira de milho, reunindo a primeira e segunda safras, deverá atingir nesta temporada, 15,28 milhões de hectares, representando uma redução de 2,6% em relação ao observado na safra passada. A produção total com o cereal em 2015/16 pode diminuir 3,1%, para 82,04 milhões de t em comparação com 84,67 milhões de t em 2014/15.