• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

CMN fixa TJLP em 7,5% ao ano pela 5ª vez consecutiva

Economia

CMN fixa TJLP em 7,5% ao ano pela 5ª vez consecutiva

Brasília - O Conselho Monetário Nacional (CMN) manteve a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) em 7,5% ao ano, porcentual que vigorará pelos próximos três meses (janeiro, fevereiro e março de 2017). Esta é a quinta vez consecutiva em que a taxa é fixada neste patamar. Para chegar à taxa, o CMN leva em conta a meta de inflação e o risco país. A Selic (a taxa básica de juros) está atualmente em 13,75% ao ano.

Depois de permanecer dois anos em 5% ao ano, a TJLP subiu para 5,5% em janeiro de 2015, passou para 6% em abril, para 6,5% em julho, 7% em outubro e 7,5% em janeiro de 2016. Em março deste ano, foi mantida neste nível, sendo que o mesmo ocorreu em junho e outubro. Agora, o CMN mais uma vez estabelece uma taxa de 7,5% para a TJLP.

Encargos e bônus de adimplência

O CMN definiu também nesta quarta-feira, 21, os encargos financeiros e o bônus de adimplência dos financiamentos realizados com recursos dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), Norte (FNO) e Nordeste (FNE), para o período de 1º de janeiro a 31 de março de 2017.

Para os financiamentos com recursos do FCO para investimento, inclusive capital de giro associado, a taxa de juros será de 10% ao ano para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, e de 11,76% a.a. para empreendedores com receita acima de R$ 90 milhões.

Para os financiamentos com recursos do FCO com finalidade de capital de giro e comercialização, a taxa de juros será de 15,29% a.a. para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, e de 17,65% a.a. para empreendedores com receita acima de R$ 90 milhões.

Para os financiamentos com recursos do FCO de projetos de ciência, tecnologia e inovação, a taxa de juros será de 9% a.a. para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, e de 10,59% a.a. para empreendedores com receita acima de R$ 90 milhões.

Para os financiamentos com recursos do FNO e do FNE para investimento, inclusive capital de giro associado, a taxa de juros será de 9% ao ano para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, e de 10,59% a.a. para empreendedores com receita acima de R$ 90 milhões.

Para os financiamentos com recursos do FNO e do FNE com finalidade de capital de giro e comercialização, a taxa de juros será de 13,75% a.a. para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, e de 15,90% a.a. para empreendedores com receita acima de R$ 90 milhões.

Para os financiamentos com recursos do FNO e do FNE de projetos de ciência, tecnologia e inovação, a taxa de juros será de 8,10% a.a. para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, e de 9,50% a.a. para empreendedores com receita acima de R$ 90 milhões.

Para esses encargos financeiros, será concedido um bônus de adimplência de 15%, desde que a parcela da dívida seja paga até a data do respectivo vencimento.