• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Filhos de pais com melhores salários têm mais chances de manter renda, diz IBGE

Economia

Filhos de pais com melhores salários têm mais chances de manter renda, diz IBGE

Os dados são de 2014, coletados no Suplemento de Mobilidade Sócio-Ocupacional da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), também do IBGE

O cruzamento de dados está na Síntese de Indicadores Sociais

Rio - Filhos de pais que têm os empregos de maior remuneração ("dirigentes em geral" e "profissionais das ciências e das artes") têm 13,7 vezes mais chances de ter uma ocupação no mesmo estrato de renda, se comparado à probabilidade de ascensão dos indivíduos cujos pais trabalhavam nos empregos de menor remuneração, como trabalhadores agrícolas e vendedores do comércio. O cruzamento de dados está na Síntese de Indicadores Sociais, divulgada nesta sexta-feira, 15, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados são de 2014, coletados no Suplemento de Mobilidade Sócio-Ocupacional da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), também do IBGE. O novo estudo feito pelo órgão mostra como a falta de mobilidade social mantém as desigualdades socioeconômicas de geração para geração.

"Idealmente, numa sociedade meritocrática, você não teria a influência da condição socioeconômica dos pais na ocupação das pessoas", afirmou Betina Fresneda, analista da Coordenação de População e Indicadores Sociais do IBGE.

"Sociedades extremamente desiguais vão apresentar uma estrutura de estratificação social extremamente rígidas", completou a pesquisadora.

A mesma imobilidade do mercado de trabalho, levando em conta os empregos, ocorre com a educação - quanto maior o nível de instrução dos pais, maior o porcentual de filhos com ensino superior completo.

Pelos dados de 2014, apenas 4,6% dos filhos cujos pais não tinham instrução conseguiram se formar na faculdade. Já entre os filhos de pais com curso superior, 69,6% conseguem atingir o mesmo grau de instrução.