Superávit comercial chinês com EUA sobe para US$ 27,87 bilhões em novembro

Economia

Superávit comercial chinês com EUA sobe para US$ 27,87 bilhões em novembro

Redação Folha Vitória

Pequim - A China registrou superávit comercial com os EUA de US$ 27,87 bilhões em novembro, ante US$ 26,62 bilhões em outubro, segundo dados publicados hoje pela Administração Geral de Alfândega do país.

O resultado marcou o sexto mês consecutivo em que o superávit chinês com os EUA ultrapassou US$ 25 bilhões e respondeu também por quase 70% do superávit comercial geral da China em novembro, de US$ 40,21 bilhões.

Economistas preveem que o déficit comercial dos EUA com a China neste ano será maior que o de 2016, que foi de em US$ 347 bilhões, de acordo com dados oficiais americanos. O déficit é de longe o maior que os EUA acumulam com qualquer parceiro comercial.

Há expectativas de que a ampliação do déficit provoque novas medidas de protecionismo.

No mês passado, os EUA rejeitaram formalmente a solicitação da China à Organização Mundial do Comércio (OMC) para que seja tratada como "economia de mercado", algo que também sofre oposição da União Europeia.

Analistas estimam que o status atual da China, que torna mais fácil para que parceiros comerciais imponham tarifas, já custou às empresas do gigante asiático bilhões de dólares em exportações. Alguns bens chineses pagam tarifas bem superiores a 100%.

Também em novembro, os EUA adotaram tarifas antidumping contra o papel-alumínio importado da China. A decisão veio depois de o governo americano iniciar uma investigação sobre roubo de propriedade intelectual por empresas chinesas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Pontos moeda