Bento Venturim: “Equilíbrio emocional é fundamental para um líder”

PRÊMIO LÍDER EMPRESARIAL

Economia

Bento Venturim: “Equilíbrio emocional é fundamental para um líder”

Segundo ele, entre os desafios de um líder está motivar a equipe no meio de uma pandemia

Foto: Joacir Azeredo

Bento Venturim, presidente do Sicoob Central ES e conselheiro de administração do Sicoob Confederação e Bancoob, começou a atuar no ramo cooperativista ainda na década de 1970, em São Gabriel da Palha. Advogado e empresário do agronegócio, é um dos fundadores do Sicoob ES, cuja presidência estadual assumiu em 1990, um ano após a sua constituição. Lidera atividades voltadas para o desenvolvimento das diversas regiões do estado, assim como de projetos de responsabilidade socioambiental.

A cooperativa de crédito presidida por Bento é hoje o segundo maior grupo empresarial do Espírito Santo e contabiliza mais de R$ 976 milhões de capital social, 385 mil pessoas e empresas associadas e R$ 129 milhões de sobras distribuídas aos associados entre dezembro de 2019 e agosto deste ano.

Nailson Dalla Bernardina representando o líder Bento Venturim

Qual é o seu conceito de liderança?

Um líder não trabalha sozinho! Ele deve ser sempre uma referência que desperta a admiração da sua equipe. O líder se torna uma peça-chave para o bom andamento das atividades dentro de uma organização, pois precisará supervisionar, motivar, acompanhar e ajudar o seu time a concluir seus objetivos. Um bom líder não exerce mais aquela função de rigor, se tornando uma pessoa temida e que oprime os demais colegas de trabalho. Para dar certo, é preciso ter um perfil mais agregador para construir uma comunicação fluida com a equipe.

Por que você foi considerado líder no seu segmento?

Sou uma pessoa que alimenta diariamente uma relação de parceria e confiança com meus liderados. Acredito nos valores do cooperativismo, como responsabilidade, honestidade e transparência. Cultivo o engajamento com a equipe para que todos fiquem unidos com o objetivo de conquistar resultados melhores e captar novas ideias que possam tornar nosso trabalho cada vez mais produtivo.

Quais são os pilares de uma liderança de sucesso?

Eu posso listar seis pilares, mas há outros. Considero estas seis características importantes para uma liderança bem-sucedida: caráter, competência, foco no crescimento da empresa, capacidade de se relacionar bem com as pessoas, saber motivar e tirar o melhor resultado da sua equipe e aptidão para implantar mudanças quando elas se tornam necessárias.

Quais são os maiores desafios e conquistas de ser líder?

Entre os desafios estão motivar a equipe no meio de uma pandemia que não sabemos quando vai acabar, ser resiliente para antecipar cenários e minimizar os impactos negativos da crise e encontrar oportunidades escondidas no meio dela. Já na vida pessoal, o grande desafio é ter mais tempo para a minha família. Minha maior conquista é inspirar meus colaboradores e ser uma referência saudável para eles.

Como motivar pessoas e alinhar os propósitos dos colaboradores com os da empresa?

Os melhores líderes buscam conhecer a capacidade da equipe e desenvolver as qualidades de cada membro para aproveitá-las da melhor forma dentro da organização. Eles usam seu próprio conhecimento para desafiá-los a alcançar sempre mais. O importante é não deixar ninguém trabalhar no piloto automático, fazendo as mesmas coisas sempre da mesma maneira todos os dias. Um bom líder delega as tarefas de forma estratégica e guia sua equipe na busca por resultados satisfatórios, aproveitando os recursos disponíveis da melhor forma.

Em que momento e circunstância o líder não pode errar? Por quê?

Errar é algo inerente ao ser humano, e o líder também erra. Claro que, um erro muito comprometedor pode ser praticamente irreversível. Mas na maioria dos casos, a função do líder é reverter os danos e transformar o erro em uma fonte de aprendizado e inspiração. O mais importante diante de um erro é não se deixar levar por ele. O equilíbrio emocional é fundamental para um líder, que também deve chamar para si a responsabilidade quando for o caso.

Este momento desafiador pelo qual estamos passando, por exemplo, pode servir como uma oportunidade para os líderes? Se sim, de que forma?

É claro que sim. Nunca foi tão importante o trabalho dos líderes como agora, em plena pandemia do novo coronavírus. Nossa forma de liderar mudou e muitas equipes que trabalhavam juntas tiveram que ir para o home office. Numa situação como essa, é importante que os funcionários continuem se sentindo uma comunidade, mesmo separados pelo trabalho remoto. E o líder deve trabalhar para cuidar de todos e manter essa engrenagem funcionando com qualidade.

É preciso estar bem informado para adaptar os processos às medidas de isolamento necessárias, sempre mantendo a comunicação clara com a equipe. A visão de futuro é essencial e alguns fatores são importantes nesse momento, como ser flexível e se adaptar à nova realidade, preservar o lado humano e prezar pela segurança e motivar a equipe. Na dúvida, meu conselho é manter a calma, respirar fundo e agir com cautela porque não há um manual nem um roteiro de como agir no meio de uma pandemia. Não sabemos quanto tempo irá durar, mas não podemos parar. Esse é o nosso “novo normal”.

Que comportamentos e atitudes caracterizam o líder do futuro?

Ter uma conduta ética e ser referência para os demais colaboradores. Liderança se constrói dando um bom exemplo. O líder precisa ser admirado pela sua postura. O líder do futuro é aquele que trabalha duro, é resiliente e se mostra sempre bem preparado para agarrar uma oportunidade. E, claro, deve vestir a camisa do empreendimento. Para aqueles que têm planos de se tornarem líderes, mostrar que está interessado em um crescimento interno pode ser decisivo na hora dos gestores buscarem por um novo profissional para a função e até para a sucessão.

Que futuro você quer para você, sua empresa e seus liderados?

O caminho para dar certo em todos os sentidos é trabalhar com uma equipe integrada e motivada, tendo sempre em mente objetivos claros a serem alcançados. Justamente por trabalharmos com seres humanos é que devemos primar pelo cuidado com as pessoas, ver os sinais que elas emitem e selecionar. Isso nos permite vislumbrar um futuro dinâmico e de sucesso para a nossa organização.

LEGENDA DA GALERIA DE FOTOS