Buffet especializado na gastronomia oriental chega a Vitória

O cenário da gastronomia capixaba ganha um novo buffet que promete trazer inovações e diferentes sabores para os eventos. É o Vitória Oriental Buffet, comandado pelos chefs Marcus e Anna Arreguy, em parceria com o empresário Rodolfo Trindade, que chega à capital com uma proposta de realizar eventos sociais e corporativos, intimistas e também de grande porte, bem como preparar almoços e jantares personalizados em domicílio.

O Vitória Oriental Buffet conta com lançamentos em sabores e serviços inovadores para eventos, como, por exemplo, osFingers Food inspirados na culinária Tailandesa; os boats com montagens de peças japonesas diferenciadas, exclusividade no serviço volante; o sushi bar ao vivo; além da temakeria volante e cevicheria móvel.

A culinária japonesa, tão apreciada nos dias de hoje, especialidade do buffet, comandada pelo tarimbado chef Marcus Arreguy, trará elementos que explodem em sabor. “A tradição oriental, aliada à ousadia da culinária contemporânea, nos permite criar muitas opções de pratos da gastronomia japonesa, mantendo também os sabores originais desta cozinha que já faz parte do cotidiano das pessoas de todas as idades, inclusive as crianças que são grandes apreciadoras desta culinária”, destacou o chef Marcus Arreguy. O buffet trabalhará com menu kids, com produtos como, por exemplo, o Temaki Kids, que poderá estar na Temakeria volante, em eventos infantis. Os tamanhos podem ser adequados a cada tipo de evento.

Comida japonesa

A Temakeria volante, um dos lançamentos do buffet, oferecerá variedade em sabores, mas dando sempre ao Temaki de Salmão o título de mais servido. Outro grande diferencial trazido pelo Vitória Oriental são os Boats, sendo o primeiro buffet no país a trabalhar com este tipo de produto. Outra opção para eventos é a ilha temática, tradicional mesa já utilizada em eventos, mas com uma roupagem diferenciada. Esta ilha poderá ser acompanhada de um “Sushi bar ao vivo”, quando o shushiman prepara as peças na hora para os convidados. O Vitória Oriental Buffet também conta com a “Cevicheria”, com o lançamento do “baleiro de Ceviche”.

Boats

 

Os ceviches, de origem peruana, também estão presentes no menu do Vitória Oriental Buffet apresentados de forma única. Este prato conta com várias releituras, envolvendo criações interessantes com peixes e mariscos sempre frescos, e molhos e acompanhamentos sazonais. Uma das opções é o “Ceviche do Pablo” – receita de um chef andino – que leva filé de peixe branco, camarões, lulas, pimenta-dedo-de-moça, alho, cebola roxa, suco de limão tahiti e coentro. Neste tipo de serviço, o cliente também pode montar seu ceviche escolhendo os ingredientes.

 

Outro diferencial do buffet são os Fingers Food inspirados na cozinha tailandesa da chef Anna Arreguy. São diversas possibilidades de sabores e combinações, que podem ser preparadas totalmente com elementos tailandeses ou criadas a partir de uma fusão com outras cozinhas para dinamizar as opções, tais como o Finger com massa crocante recheado com linguiça, queijo canastra (de Minas Gerais), capim limão, yellow curry – que possui um sabor picante – e zest de limão siciliano; e o com confit de lombo de porco com banana, couve crisp e ovo de codorna.

Hashis personalizados

 

A culinária tailandesa é uma das mais exóticas, e algumas de suas marcas são: o sabor apimentado e o uso de especiarias, ervas, frutas, mix de ingredientes como alho, capim-limão, cebola, limão, entre outros.

De acordo com a chef contemporânea Anna Arreguy, os pontos fortes desta cozinha vão além dos sabores. “Além do sabor, que é maravilhoso e diversificado, o aroma e o equilíbrio perfeito dos alimentos dão um toque especial. A aparência também é uma das marcas, com pratos que despertam a curiosidade pelo seu colorido, arranjos florais e o corte delicado e, ao mesmo tempo criativo, dos legumes e frutas. Com certeza, estamos trazendo para Vitória uma amostra de uma das culinárias mais ricas do mundo”, ressaltou a chef.

Muitos pratos serão desenvolvidos para o serviço finger, mas não esquecendo os tradicionais pratos tailandeses como o “Pad Thai”, que pode ser servido também em um jantar. O prato é feito a base de talharim de arroz, camarões, cebola roxa, alho confit, acelga, amendoim, ervilha, dentre outros ingredientes.

Comida japonesa_1

Além da culinária tailandesa – que chega ao Estado através do Vitória Oriental –, o buffet traz novidades em ingredientes para a cozinha japonesa como o mini polvo, a barbatana de tubarão e a água viva comestível, utilizados em alguns pratos do menu do buffet.

O Vitória Oriental Buffet possui um ponto de apoio, localizado em Jardim Camburi, espaço este que poderá realizar o atendimento aos clientes para degustação e negociações.

Conhecendo os chefs

A chef contemporânea Anna Arreguy, nascida no Rio de Janeiro, aposta na “Culinária em Movimento” e “Culinária Multiétnica”, explorando a gastronomia de diversos países – como Tailândia, China, Laos, México, Itália, Turquia, Líbano –, e resgatando sempre o que o Brasil tem de melhor. Ela já trabalhou em eventos ao lado de chefs renomados como o suíço Christophe Besse, um dos mais respeitados e prestigiados chefs de cozinha no Brasil, e Emmanuel Bassoleil, chef de cozinha francês radicado no Brasil. Anna, que é adepta do slow food, também atua como “chef em casa”, realizando jantares personalizados em domicílio.

Os anfitrioes Marcus e Anna Arreguy_Rodolfo Trindade_1

Já o mineiro Marcus Arreguy é sushi chef e, portanto, tem como especialidade a culinária oriental, realizando buffet para casamentos, aniversários, eventos corporativos, formaturas, entre outros eventos, em Minas Gerais e no Espírito Santo. O chef reúne participações em programas de televisão, como Hoje em Dia, da Rede Record, e Mais Você, da Rede Globo. Marcus Arreguy, que também ministra cursos de Culinária Básica, (inclusive em domicílio), é responsável pela elaboração de cardápios e consultorias em eventos, restaurantes, bares, bistrôs, hotéis e pousadas em toda a Região Sudeste.

A dupla de chefs atua na área há, aproximadamente, 15 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *