ASSISTA | Capixaba lança clipe ‘Bota Grave no Paredão’, fala sobre carreira e dificuldades na pandemia

A música representa tudo na minha vida! Não consigo fazer nada sem música. É o que transpiro e vivo…
Maycon Sarmento

Sinto um prazer enorme ao entrevistar pessoas apaixonadas… Sabe quando fala sobre algo e se pega sorrindo? Nascido e criado em Jardim Camburi, no Espírito Santo, o capixaba Maycon Sarmento emana felicidade e paixão ao falar sobre ela. Conversando sobre amor, me contou sobre aquela que o faz sentir vivo e que roubou seu coração há anos…

Calma, Malú! 😂 Estou falando daquela que também tem seu coração: a música!

“Minha família por parte de mãe é muito musical e tenho certeza que essa paixão veio de berço. Sou apaixonado por música. Desde que me conheço por gente, canto! Antes de ser profissional, sempre gostei de cantar, e isso era visível. Muito novinho, entrei num grupo de pagode da escola e a coisa foi acontecendo. É clichê, mas eu não escolhi a música, ela me escolheu”.

Juntos na vida e nos projetos

Belo, Alexandre Pires, Harmonia do Samba… É, parece que muita gente massa inspira esse capixaba que faz o maior sucesso.

“Tenho várias inspirações musicais. Venho do samba e pagode, mas acima de qualquer gosto: música em si. Sou bem eclético! No pagode tenho várias inspirações e sempre gostei muito do Belo, Alexandre Pires, Harmonia do Samba e hoje sou muito fã do Parangolé, e nessa junção vamos nos identificando.”

Nascido no Espírito Santo, o artista enche a boca pra dizer que os talentos capixabas estão com tudo e não ficam pra trás se comparados aos de outros estados.

“Falta oportunidade para esses talentos se mostrarem. Sou um cara que rodei bastante e já vi pessoas de vários estados e vários talentos, e o capixaba não fica pra trás! O que falta é oportunidade, apoio e as próprias pessoas daqui valorizarem os artistas locais, mas além disso, é preciso que os artistas se valorizem e deem valor uns aos outros”. 

E para os que estão começando agora, aí vai um conselho: “Sempre tenha paixão, mas o principal é levar a sério como profissão, e procurar saber sobre histórias de artistas importantes. Tem que estudar muito! Não existe ninguém pronto na música. Estamos sempre aprendendo. Outras coisas importantes são: sempre tenha o pé no chão, seja humilde e foque totalmente no seu trabalho sem se incomodar com o trabalho do próximo.”

Sobre o clipe ‘Bota Grave no Paredão’

No momento em que vivemos, não podia deixar de perguntar sobre os impactos da pandemia na vida do cantor.

“Esse momento que estamos vivendo de pandemia é muito complicado. Pra nós que vivemos da arte e que dependemos de pessoas, é muito delicado. Estamos falando de mais de um ano sem poder trabalhar direito. Graças a Deus tenho uma família que me dá uma estrutura para poder sustentar esse momento, e mais do que isso é Deus que tem nos sustentado nesse momento difícil, mas existem pessoas que vivem da arte e que passam por um momento muito mais crítico. Falta alguém olhar pra essa galera da arte, até porque uma hora a conta chega.”

A galera que ‘quebrou’ tudo no clipe

Em meio às dificuldades, Maycon junto com a parceira da vida, Malú, eles tiraram o projeto do papel e colocaram a mão na massa! No dia 26 de março, foi lançado o clipe Bota Grave no Paredão. Na primeira vez que ouvi já comecei a dançar (ou pelo menos tentei)! 😂

“Aconteceu tudo em cima da hora, até pelo momento que a gente vive. Com muita cautela gravamos o clipe, mas sem colocar as pessoas em risco. Foi num lugar grande e seguindo todos os protocolos de segurança. Os compositores da música são de salvador. Eles me deram essa música de presente e sou muito grato a todos eles.”

Coreografia 💃

Me sinto anestesiada. É como se esquecesse de tudo. Quando estou com algum problema, só tenho vontade de dar aula e dançar. É o que me alimenta!

A vi uma vez pessoalmente, mas já foi suficiente pra sentir uma vibe super positiva!  Ela é capixaba, bailarina há 22 anos e por onde passa, arrasa! Malú Braga… a dona do coração deo Maycon, e de toda a coreografia do clipe ‘Bota Grave no Paredão’, é apaixonada por música e dança. Admito que fiquei arrepiada ao ouvir ela falando sobre essa paixão que a toma desde que tinha 2 anos…

“Em dois ensaios deixamos o clipe bonito e fomos direto para a gravação. O objetivo não era mostrar técnica, mas sim demonstrar felicidade! Escolhi as pessoas certas…”.

Malú não brincou quando disse que é bailarina desde os 2 aninhos

Mesmo sendo um super desafio, ela foi a maior incentivadora para a gravação do clipe e correu contra o tempo.

“Tive uma semana para criar a coreografia, pra ensaiar a galera, escolher os bailarinos e fazer a proposta para cada um. Coloquei na cabeça que seriam dez bailarinos. Escolhi pessoas próximas que conhecem a minha movimentação e que já fazem aula e curso comigo. Criei a coreografia em 1 hora. Escrevi tudo e organizei a formação. Marquei os ensaios e todo mundo topou na hora”.

Acho incrível como os capixabas são talentosos! E você nem pense em ficar parado aí…Corre pra aprender a coreografia desse clipe que contagia. Já é sucesso! 😍

2 Respostas para “ASSISTA | Capixaba lança clipe ‘Bota Grave no Paredão’, fala sobre carreira e dificuldades na pandemia

  1. Uma boa reportagem sobre o cantor Michael Sarmento, que vem, de modo claro, mostrar o seu amor e dedicação pela profissão que abraçou ao longo de sua vida. Desejo, ao excelente cantor, toda sorte de bênçãos no decorrer da sua trajetória profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *