• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Folk rock irlandês da banda The Celtas é a atração deste sábado em Marataízes

Entretenimento

Folk rock irlandês da banda The Celtas é a atração deste sábado em Marataízes

A banda ‘The Celtas Ride Again’ faz show às 19h deste sábado (9), na Praia Central de Marataízes.O público vai conferir músicas de Sally MacLennane, Drunken Lullabies, Whiskey in the Jar

O show acontece na tenda cultural, na Praia Central de Marataízes. Foto: Divulgação/Prefeitura

A tenda cultural montada na praia central de Marataízes recebe neste sábado (9) uma banda que toca o melhor do folk rock irlandês. É a ‘The Celtas Ride Again’ que tem show marcado para às19h, aberto ao público.

Eles contam que o som da banda é um mix eclético de cantigas de marinheiros, baladas, canções de amor e músicas para dançar.

"Nosso som é único no Brasil", fala Karl Mooney, o cantor Irlandês da tripulação. "A maior influência são as bandas irlandesas: os Pogues, os Dubliners e as bandas americanas: Flogging Molly e os Tossers. Tocamos música popular com muita energia, muito ‘up' e ótima para arrasta pé", complementa o cantor.

Criada há cinco anos, a The Celtas foi a banda mais bem votada da festa de São Patrick, em Belo Horizonte, no ano de 2010 e de lá para cá não olharam mais para trás. “No começo foi difícil arrumar músicos que conheciam as idiossincrasias da música 'irish', mas hoje em dia a equipe está bem banhada no ritmo do país Celta", garante o vocalista.

A banda conta com o talento de Rafaela Santana no baixo; de Paulo Bueno na Guitarra; de Charles Pimenta na bateria; Leo von Barbarosa no fiddle e tin whistle; e no vocal o irlandês Karl Mooney, que também toca mandolin e bodhrán.

O público vai conferir um repertório que inclui músicas clássicas de Sally MacLennane, Drunken Lullabies, Whiskey in the Jar e algumas músicas próprias também.

Revelações da banda

A longo prazo a banda quer colocar mais ritmos brasileiros nessa mistura irlandesa. "O Brasil tem uma rica herança musical que é amplamente desconhecida na Irlanda. Nós gostaríamos de levar esse baú de riquezas para a Europa e principalmente para a Irlanda", disse o cantor, que nasceu em Dublin, na década de 70.