• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Irmão de Kate Middleton abre jogo sobre depressão - e revela como a família real o ajudou

Entretenimento

Irmão de Kate Middleton abre jogo sobre depressão - e revela como a família real o ajudou

James Middleton, o irmão de Kate Middleton, abriu o jogo sobre sua depressão. Em um artigo escrito para o Daily Mail, ele, que tem 31 anos de idade, contou um pouco mais sobre os períodos ruins que passou por causa da doença que o fez buscar tratamento há pouco mais de um ano.

Ele começa dizendo o seguinte:

Ao longo do dia eu me arrastava e ia ao trabalho, e então encarava a tela do meu computador com olhos vidrados desejando que as horas passassem para que eu pudesse ir para casa de novo. A inércia debilitante me agarrou. Não conseguia responder a mais simples mensagem, então eu não abria os meus e-mails. Eu não conseguia me comunicar, mesmo com aqueles que eu mais amava: minha família e amigos próximos.

James continua:

Todas as cores e emoções haviam vazado do meu mundo e tudo estava cinza e monótono. Eu sei que sou ricamente abençoado e vivo uma vida privilegiada. Mas isso não me deixou imune à depressão. É complicado descrever a condição. Não é apenas tristeza. É uma doença, um câncer da mente. Não é um sentimento, mas uma ausência de sentimentos. Você existe sem propósito ou direção. Eu não conseguia sentir alegria, animação - apenas a ansiedade de bater o coração me impulsionava para fora da cama pela manhã. Eu realmente não pensei em suicídio - mas eu não queria viver no estado de espírito em que eu estava.

Ele então explica que em dezembro de 2017, sem contar a ninguém, colocou seus cachorros no carro e dirigiu até um lugar onde ele ia passar a infância. Lá, ficou isolado um tempo para tentar reorganizar seus pensamentos e percebeu que não dava mais para adiar: ele estava precisando de ajuda.

James cita ainda que resolveu falar sobre o assunto já que seu cunhado, príncipe William, Kate Middleton e príncipe Harry apoiam uma instituição de caridade que fala justamente sobre saúde mental:

Eles acreditam que só podemos enfrentar o estigma associado à doença mental se tivermos a coragem de mudar a conversa nacional, de expulsar suas associações negativas. Por isso, não seria honesto suprimir a minha história. Eu quero falar, e eles são a minha motivação para fazer isso.

O irmão de Pippa Middleton ainda acrescenta:

As pessoas me perguntaram, também, se o meu perfil público tornou tudo mais difícil para mim. Eu teria me tornado depressivo se não estivesse sujeito à pressão do escrutínio público que vem com minha associação com a Família Real? A resposta é, acredito que sim. Mas eu não teria encontrado uma voz para contar a minha história se não fosse pelas pessoas as quais estou relacionado. E isso me coloca em uma posição única de privilégio e confiança. Eu sinto que tenho o dever de falar, para ajudar outras pessoas que estão sofrendo como eu sofri.