• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Chorinho' abre o projeto 'Terça Tem Teatro', de graça

Entretenimento

'Chorinho' abre o projeto 'Terça Tem Teatro', de graça

São Paulo - No ano passado, quando lançou o projeto De Vez em Quarta, Teatro, o Itaú Cultural viu sua sede, na Avenida Paulista, lotar em quase todas as 13 peças apresentadas em 2014. A programação tinha títulos como Eu Não Dava Praquilo, com Cassio Scapin, Rei Lear, com Juca de Oliveira e Contrações, com Débora Falabella e Yara de Novaes. "O público compareceu muito", diz a coordenadora do Núcleo de Artes Cênicas da instituição, Cristina do Espírito Santo. "Tivemos até de abrir sessões extra para alguns espetáculos."

O projeto volta nesta terça-feira, 3, como Terça Tem Teatro. A instituição detectou uma demanda de programação cultural no meio da semana, e, desde então, mantém eventos de terça a quinta nas áreas de teatro, música e audiovisual e literatura. Segundo Cristina, o teatro passa agora a ocorrer às terças por uma questão de logística: dessa forma, há mais tempo para os grupos montarem e ensaiarem os espetáculos.

A curadoria não tem uma linha fixa. "Queremos acompanhar a cena teatral recenete, trazer o que esteve em cartaz em 2014 ou até mesmo 2013", diz Cristina, frisando que a proposta é receber 40 espetáculos até o fim do ano.

O primeiro espetáculo a ser apresentado neste ano é Chorinho, com as atrizes Denise Fraga e Claudia Mello. No enredo, Claudia dá vida a uma senhora de classe média que passa por uma praça, onde mora a mendiga interpretada por Denise. As duas travam um diálogo conflituoso que, com o tempo, se torna mais brando, fazendo com que as personagens criem amizade. O texto aborda questões relacionadas às consequências da vida na cidade grande. "Eu queria falar, de forma bem humorada, sobre essa economia humana de hoje, a privação de se comprometer com o outro", diz Denise. A atriz conversou com o dramaturgo Fauzi Arap (1938 - 2013), que mostrou o texto de Chorinho e topou dirigir a peça, caso a montagem tivesse Claudia no elenco.

"É incrível o que essa peça produz", continua Denise. "Nunca senti tanto o valor da palavra no teatro. A montagem causa riso e comoção." Segundo a atriz, Chorinho não deve ter mais apresentações em São Paulo depois da passagem pelo Itaú Cultural.

Duas outras peças estão confirmadas no Terça Tem Teatro: Verbo, com direção de Cássio Pires, no dia 10 de fevereiro, e Cine Monstro, com Enrique Diaz, no dia 24 do mesmo mês.