• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nova temporada de 'House of Cards' estreia no Netflix

Entretenimento

Nova temporada de 'House of Cards' estreia no Netflix

São Paulo - "É preciso ser um pouco humano para ser presidente", diz Frank Underwood no primeiro episódio da terceira temporada de House of Cards, que fica disponível a partir desta sexta-feira, no Netflix. Agora no topo da pirâmide do poder nos Estados Unidos - quiçá do planeta, o protagonista, interpretado por Kevin Spacey, vai na contramão do que declara e terá de mostrar ainda mais sangue frio para aguentar o ônus que seu novo cargo traz.

Apesar de ter lutado para alcançar posição que tanto almejava, Frank deixará evidente que suas vontades não têm fim. Nos primeiros minutos do episódio de estreia, o presidente encara um embate com os cabeças de sua gestão ao discutir sobre um novo projeto para gerar emprego. Mais nervoso do que costumava ser na trama, ele transparece que estar no comando deixou sua vida mais complicada do que o período em que era apenas vice.

Na reunião com seus subordinados surge uma das novidades da nova fase da série: Remy Danton (Mahershala Ali). Ex-funcionário do protagonista, que atuava com lobista e intermediário dos problemas do antigo patrão com Raymond Tusk (Gerald McRaney), passa a exercer outra função de destaque no governo em curso. Ele continuará em um toma lá, dá cá com Jackie Sharp (Molly Parker), da base aliada no congresso.

Uma das razões para que a ambição de Frank continue a ter força é seu status. Mesmo presidente dos EUA, o político não está satisfeito por ter chegado aonde queria somente por ter assumido o cargo quando Garret Walker (Michael Gill) renunciou - após cair em seguidas ciladas armadas por ele. Ser vice não é o bastante, ele quer ser eleito. Entretanto, o desejo de ser aclamado pelo povo bate de frente com interesse de sua base.

Outro conflito importante da terceira temporada é a relação do presidente com sua mulher, Claire (Robin Wright). Cansada de viver à sombra do marido, ela também vai lutar para conquistar sua fatia no poder. Insatisfeita com a posição de primeira-dama, a loira vai batalhar para ter um cargo nas Nações Unidas.

Porém, por ser casada com Frank, tem de enfrentar a ira dos opositores, que farão de tudo para diminuí-la. "Eu virei um alvo", diz ao amado após uma sabatina pública. Por conta do trabalho, o casamento também passará por turbulências.

Se antes a vida dos dois era cercada de segurança, a quantidade de empregados e assessores da família Underwood se multiplica. Desta vez, quase tudo acontece na Casa Branca, novo lar do casal. Apesar dos clichês, como o Salão Oval e Sala de Situação, o espectador pode verá lugares da sede do poder norte-americano vistos em outras produções de outra maneira, como uma mera extensão do mundo de Frank e Claire.

Um dos mistérios do final da temporada anterior, o ataque a Douglas Stamper (Michael Kelly), fiel escudeiro do protagonista, é revelado nas primeiras cenas. Responsável por fazer o trabalho sujo e evitar que Frank seja prejudicado, ele levou pedradas na cabeça no meio da floresta no último episódio da segunda etapa da série. Como também não pode faltar em House of Cards, os jornalistas setoristas da Casa Branca têm papel fundamental no desenrolar da trama.